• Bangu
  • Boavista
  • Bonsucesso
  • Botafogo
  • Cabofriense
  • Campos
  • Flamengo
  • Fluminense
  • Macaé
  • Madureira
  • Nova Iguaçu
  • Portuguesa
  • Resende
  • Tigres do Brasil
  • Vasco da Gama
  • Volta Redonda
  • America
  • Americano
  • Artsul
  • Audax Rio
  • Barcelona
  • Barra da Tijuca
  • Barra Mansa
  • Duque de Caxias
  • Friburguense
  • Gonçalense
  • Goytacaz
  • Itaboraí
  • Olaria
  • Queimados
  • Sampaio Corrêa
  • São Cristóvão
  • São Gonçalo EC
  • Serra Macaense
  • Serrano
  • Angra dos Reis
  • Araruama
  • Bela Vista
  • Belford Roxo
  • Ceres
  • Condor
  • Duquecaxiense
  • Futuro Bem Próximo
  • Juventus
  • Mesquita
  • Nova Cidade
  • Rio de Janeiro
  • Rio São Paulo
  • São Gonçalo FC
  • Brasil
  • Campo Grande
  • Itaboraí Profute
  • Miguel Couto
  • Paduano
  • Rubro
  • São José
  • Teresópolis
  • Tomazinho
  • União Central
  • União de Marechal

Em 19/08/2014 às 11 h02

Presos com lateral do Campusca também eram jogadores e treinavam no clube

Jonathan, Igor e Felipe estavam em período de testes no Campo Grande


Autor: Redação FutRio / Foto: Marcelo Theobald (Extra)

O lateral-direito Diego, do Campo Grande, não foi o único jogador preso na última quinta-feira (14), no bairro de Bangu, Zona Oeste do Rio de Janeiro, dentro de um carro roubado. Além do atleta do Campusca, os outros três presos também eram jogadores e estavam em período de testes pela equipe, que jogará a Copa Rio a partir da próxima semana. Jonathan, Igor e Felipe eram os atletas que estavam com Diego no momento em que foram capturados e presos pela polícia.

Jonathan Alves do Nascimento, de 22 anos, é lateral-esquerdo e jogou a Série B do Carioca deste ano pelo Paduano. Já Igor Sales Nunes, de 24, é meia-atacante e estava sob observação no Campo Grande, ao lado do elenco treinado por Vilson Porto. Por sua vez, Felipe Almeida Xavier, 22, atuou nesta temporada pelo Horizonte (CE), clube que jogou a Copa do Brasil.

imageSegundo investigação da Polícia Civil, os quatro faziam parte do elenco do Vila Aliança Futebol Clube, time da favela de mesmo nome, em Bangu, que é comandado pelo traficante Rafael Alves, o Peixe, chefe do tráfico de drogas na região. Diego seria, ainda de acordo com a investigação, um dos gerentes do tráfico na comunidade.

Companheiros de Diego se solidarizam nas redes sociais

A prisão de Diego foi lamentada pelos companheiros do jogador, além de seus amigos e familiares, que usaram as redes sociais para desejar força ao lateral-direito. Atletas como o volante Dayllan e o meia Alex Fontes, com quem Diego atuou nas últimas temporadas, postaram fotos ao lado do amigo, assim como mensagens de apoio, via Facebook.

Já a mãe de Diego usou a rede social para desabafar: "É um pedido para quem conhece a índole do Diego Santos. Todos sabem que tudo isso que foi dito no jornal é mentira e que ele é inocente, ele apenas estava chegando do treino e pegou uma carona, mas infelizmente na hora errada. Vocês sabem que ele joga no Campo Grande e não ficou de cabeça baixa porque não cometeu nenhum crime."

Tags: Campo Grande, Paduano

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por