Em 27/05/2016 às 22 h32

Lucas, do Boavista, é acusado de estupro coletivo contra menina de 16 anos

Meia, de 20 anos, tinha relacionamento com a jovem, que foi estuprada na casa dele


Autor: Redação FutRio / Fotos: Bernardo Gleizer (NIFC) e Fabio Guimarães (Ag. O Globo)

Um dos crimes que mais chocou o Brasil nos últimos tempos tem, segundo a Polícia, um jogador de futebol como um dos principais envolvidos. O meia Lucas, do Boavista, é acusado de participar do estupro coletivo contra uma menina de 16 anos, no Rio de Janeiro, durante o último fim de semana, ao lado de outros 30 homens. Ao lado dele, outros três agressores já foram identificados, sendo que dois deles tiveram sua prisão preventiva solicitada.

De acordo com investigações policiais, Lucas mantinha um relacionamento com a jovem havia três anos. A menor relatou ter ido a casa do jogador na noite do último sábado (21) e afirmou ter sido dopada, só recobrando a consciência no dia seguinte, depois do abuso, já nua, ferida e cercada por dezenas de homens fortemente armados. Ela só voltou para casa na terça-feira.

O caso ganhou repercussão nas redes sociais com a divulgação de vídeos e fotos do crime, por parte dos próprios agressores. Na noite desta sexta-feira, Lucas prestou depoimento na Delegacia de Repressão a Crimes de Informática. Ele chegou acompanhado de um amigo e de seu advogado, que garantiu não ter havido estupro. O jogador não quis falar com a impensa.

imageLucas é jogador do elenco profissional do Boavista desde 2014, quando foi elevado ao status de profissional. Atleta habilidoso e considerado promissor, o meia franzino e de apenas 1,66m de altura chamou a atenção pela velocidade dentro de campo e não demorou a ganhar espaço no Verdão de Saquarema. Chegou a disputar alguns jogos do Campeonato Carioca, mas não fazia parte dos planos para a sequência da temporada, mesmo tendo contrato até dezembro.

O atleta chegou a ser apadrinhado pelo holandês Clarence Seedorf, ex-jogador do Botafogo, que abraçou um projeto no time sub-17 do Boavista, em fins de 2013. Na altura, Lucas era um dos destaques da equipe. Depois de três temporadas no time principal, porém, pode ter tido sua carreira abreviada pelo crime. A diretoria do clube da Região dos Lagos ainda aguarda para se envolver juridicamente no caso, mas deverá rescindir o contrato de Lucas. Pelo clube, ele tem 18 jogos e dois gols marcados.

Tags: Boavista

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por