Em 27/08/2016 às 20 h59

Lana e Patrícia sonham com a entrada do futevôlei nas Olimpíadas

Dupla é uma das mais vitoriosas entre as mulheres na modalidade


Autor: Redação FutRio / Foto: Divulgação

Na manhã deste sábado (27) no Centro de Capacitação Física do Exército, na Urca, Zona Sul do Rio de Janeiro, o Mundial de Futevôlei segue a todo vapor com equipes dos cinco continentes do planeta. Entre os participantes, está a dupla feminina brasileira, Lana e Patrícia. Considerada a melhor dupla feminina de todos os tempos, elas estão dando um grande espetáculo na competição. Lana falou da parceria de sucesso com Patrícia.

- A minha parceria com a Patrícia é algo de irmandade. O futevôlei foi inserido na nossa vida desde quando éramos novas. Estamos juntas desde 2009 e nossa parceria não é só dentro de quadra, é fora também. A Patrícia já faz parte da minha família e mesmo eu morando longe, em Brasília, algo que dificulta nosso entrosamento, nos encontramos, treinamos e até planejamos jogadas por whatsapp. Esse evento é um avanço bem grande não só para o Brasil, mas para o mundo - explicou a atleta.
 
Patrícia comemorou o fato de a dupla poder participar de um grande torneio como está sendo o Mundial de Futevôlei, ainda mais com a competição sendo no Rio de Janeiro, cidade onde que nasceu.  
 
- Para nós que competimos, é maravilhoso uma competição deste tamanho. Estamos podendo mostrar o crescimento do futevôlei feminino especificamente. Estamos sempre por dentro dos eventos, procurando apoiar e incentivar cada vez mais o futevôlei feminino. Está sendo muito boa essa etapa, ainda mais eu que sou carioca. Disputar o torneio na minha terra é melhor ainda - frisou.
 
Patrícia ainda falou que acredita que o futevôlei tem tudo para que em um futuro próximo entrar nos jogos olímpicos, mas afirmou que para isso, é preciso uma união entre os atletas da categoria masculina e feminina, e também pediu mais incentivo as categorias de base.
 
- Acho que o futevôlei tem tudo para se tornar um esporte olímpico, mas para isso, é preciso uma união dos atletas masculinos e femininos. O crescimento está em ambas as partes. Se o futevôlei entrar nas olimpíadas, será pela união entre homens e mulheres. Já é um esporte mundialmente conhecido e só falta o incentivo de base, algo que o futebol e o vôlei têm. Quando vamos jogar no exterior, fazemos clinicas do futevôlei, para podermos incentivar as meninas a jogarem e ter toda a parte do fundamento - ressaltou.
 
Lana fez coro a parceira e afirmou que o grande sonho de todos os atletas que praticam o futevôlei é que o esporte se torne um esporte olímpico.
 
- Todo atleta sonha com a inclusão do seu esporte nas olimpíadas. É o que mais queremos. O futevôlei é um esporte maravilhoso, que é a cara do Brasil, une o futebol e o vôlei e até me emociono quando eu falo. Só quero levar isso para o mundo, que as pessoas tenham amor ao esporte como eu tenho - disse.
 
Este domingo (28), será o último dia de competição do Mundial de Futevôlei, Centro de Capacitação Física do Exército, na Fortaleza São João, na Urca.

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por