Em 04/10/2016 às 10 h36

FERJ quer subsidiar Série B de 2017 através da TV, segundo presidente

Rubens Lopes disse que acordo está próximo de ser fechado


Autor: Gabriel Farias / Foto: Agência FERJ

Segundo o presidente da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ), Rubens Lopes Filho, a Série B do Campeonato Carioca em 2017 pode contar com novidades pra lá de interessantes em sua próxima edição. Durante a festa de premiação da competição, realizada na última segunda (3), no Clube Arouca, na Barra da Tijuca, o mandatário revelou em entrevista ao FutRio.net que a Segundona poderá contar com televisionamento e que esse acordo ajudaria a reduzir as despesas dos clubes.

- A ideia, estamos estudando uma maneira, tomara que isso aconteça, é que nós possamos sudsidiar as despesas de todos os jogos da Série B, de todos. Essa é uma meta que temos já para 2017 e faltam apenas alguns ajustes com relação ao contrato de televisão. Se conseguirmos fechar o contrato da forma que desejamos, a Série B terá as despesas dos seus jogos subsidiados - disse Rubinho, sem dar maiores detalhes.

O presidente da Federação do Rio aproveitou para falar sobre as questões judiciais que tomaram conta e chegaram a paralisar as Séries B e C do Campeonato Carioca. Na Segundona o Angra dos Reis foi rebaixado por escalação de atletas irregulares, enquanto o Americano foi excluído por uma suposta manipulação de resultados, que deixou a disputa estagnada por dois meses.

A Terceirona do Rio, apesar da festa de encerramento, ainda não conheceu dois dos clubes que sobem para a segunda divisão, já que os playoffs aguardavam a resolução de imbróglio judicial envolvendo Juventus e Araruama. O mata-mata entre Barcelona x Rio São Paulo e Juventus x Serra Macaense acontecerá nos dias 8 e 12, apenas. Ao ser perguntado se essas circunstâncias podem abalar a credibilidade das competições, Rubens Lopes negou.

- Acho que não tira credibilidade nenhuma. Pelo contrário. A segurança jurídica da competição está no cumprimento dos regulamentos. A partir do momento que um clube deixa de cumprir o regulamento, o outro tem o direito de postular no judiciário, que é a melhor maneira de efetivamente debater seus direitos. Lamentavelmente isso evidencia ainda uma deficiência desses clubes na sua parte técnica, na sua parte jurídica. Jogador irregular é inobservância de regulamento. Se todos observassem o regulamento, nunca teríamos um caso de jogador irregular. Essa ainda é uma deficiência dos clubes, que digamos assim, não estão muito bem estruturados.

Mudança na Série A

Também na festa de encerramento das Séries B e C do Estadual, a FERJ, através do diretor de competições, Marcelo Vianna, confirmou que a elite do futebol carioca em 2017 contará com uma nova fórmula de disputa, em duas fases. Rubinho também comentou essa alteração, afirmando que ela já estava prevista em virtude de uma solicitação da detentora dos direitos televisivos. O dirigente acredita que não haverá prejuízo às agremiações menores.

- Isso foi uma decisão de Conselho Arbitral em 2015 para que em 2017, até a pedido da televisão, a fase principal, ou a segunda fase, o nome que se queira dar, fosse composta apenas por 12 clubes. Mas isso não quer dizer que haverá modificação no número de clubes da Série A. De maneira nenhuma. Serão 16 clubes da Série A, jogando alguns uma primeira fase e outros na fase principal.

Tags: FERJ, Carioca Série B, Rubens Lopes

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por