Em 25/10/2016 às 12 h30

Morre Carlos Alberto Torres, capitão do tricampeonato, aos 72 anos de idade

O "Capita" ficou consagrado pelas conquistas como jogador e treinador


Autor: Redação FutRio / Foto: Divulgação

Morreu na manhã desta terça-feira (25), aos 72 anos, Carlos Alberto Torres, capitão do tricampeonato conquistado pelo Brasil em 1970. O "Capita", como ficou popularmente conhecido por ser o capitão de um dos títulos mais emblemáticos da história do futebol brasileiro, foi vítima de um infarto fulminante. Ex-jogador e também ex-técnico, Carlos Alberto vinha exercendo a função de comentarista de TV, no canal SporTV.

No Rio de Janeiro, Carlos Alberto Torres atuou no Botafogo, Fluminense e Flamengo, o último já em fim de carreira. Como técnico, teve duas passagens no Tricolor das Laranjeiras e no Rubro-Negro, e três no Botafogo. Lateral-direito e zagueiro, o Capita também defendeu o Santos (SP), onde atuou ao lado da lendária geração de Pelé.

Revelado pelo Fluminense, Carlos Alberto Torres foi medalhista de ouro nos Jogos Pan-Americanos de 1963, disputados em São Paulo, e foi campeão do Campeonato Carioca de 1964. Em 1974, retornou às Laranjeiras e foi uma das principais peças da Máquina Tricolor, maior time da história do clube, bicampeão estadual nos anos de 1975 e 1976.

Suas passagens por Botafogo e Flamengo foram curtas, mas não sem brilho. No Glorioso, o Capita atuou por três meses em 1971 e no Rubro-Negro em 1977, antes de se transferir para o futebol norte-americano, onde ajudou a difundir a modalidade no Estados Unidos e encerrou a sua carreira, após cinco anos, tendo defendido California Surf e New York Cosmos, ao lado de Pelé.

Como treinador, Carlos Alberto Torres conquistou títulos importantes pelas equipes do Rio de Janeiro. Em 1983, comandou o Flamengo no tricampeonato brasileiro do Rubro-Negro. No ano seguinte, foi bicampeão nacional, mas dessa vez dirigindo o Fluminense. Em 1993, foi o treinador no único título internacional do Botafogo, a Copa Conmebol.

Campeão mundial pelo Brasil em 1970, Carlos Alberto Torres teve a honra de ser o último capitão a levantar a Taça Julio Rimet. Ele defendeu a Seleção Brasileira por 12 anos, em duas Copas do Mundo e em 53 jogos, onde marcou oito gols.

O Capita foi casado três vezes: com Sueli, mãe dos seus filhos Andréa e Alexandre Torres (também jogador), com a atriz Terezinha Sodré e com Graça, sua atual esposa.

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por