Em 17/03/2017 às 19 h44

Após quase parar de jogar, Vitor comemora manutenção do Cesso na elite

Zagueiro Rubro-Anil fez valer o que tinha prometido ainda durante a seletiva


Autor: Redação FutRio / Foto: Cadu Machado

Depois do Bonsucesso garantir a permanência na Série A do Campeonato Carioca, jogadores, comissão e diretoria do clube tiraram um peso das costas. Porém, essa confiança no sucesso não vinha de agora para alguns. É o caso do zagueiro Vitor, que em entrevista ao FutRio ainda durante a disputa da fase seletiva garantiu que o Bonsuça não seria rebaixado. Naquela altura, a equipe era apontada por muitos como uma presa fácil no Grupo X. Com a promessa cumprida, o defensor ainda comemora o feito.

- É gratificante deixar o Bonsucesso na primeira divisão. Sabíamos da nossa força, da nossa garra, e sabíamos que estávamos passando por um momento difícil, como no futebol existem momentos difíceis. Conseguimos reverter essa situação. É uma sensação maravilhosa conseguir deixar um clube centenário como o Bonsucesso na primeira divisão - celebrou.

O jovem zagueiro de 21 anos revelado nas categorias de base do Ceará, após ter saído do clube nordestino, passou por uma momento delicado. Chegou a trabalhar como pedreiro e vendedor, no entanto, viu no Bonsucesso a oportunidade de voltar a fazer o que ama. Uma das peças principais desse elenco, participando de dez dos 11 jogos no Carioca.

Quem contribuiu bastante para a boa campanha da equipe no Grupo X foi o técnico Duílio. Após Heron Ferreira deixar o cargo do time sem nenhuma vitória em seis jogos, Duílio assumiu e virou a chave. Recuperou a auto-estimo do elenco, teve o grupo nas mãos, e conseguiu concluir a missão de deixar o Leão da Leopoldina na elite com sucesso. Vitor exaltou o comandante, mas isentou Heron de qualquer culpa.

Elogios a Duílio, mas sem culpar Heron Ferreira

- Toda mudança trás algo bom. A mudança foi feita na hora certa. O Heron não era responsável pelas derrotas até porque ele não entrava em campo, éramos nós. Mas o professor Duílio veio com uma metodologia que fez com que nós nos encontrássemos na competição. Ele nos mostrou que éramos capazes sim de conquistar as vitórias e colocou na nossa cabeça que sempre tínhamos um jogo para ganhar no sábado. Isso foi o diferencial - disse o zagueiro, que seguiu fazendo elogios ao treinador.

- Duílio pegou um time que estava praticamente rebaixado aos olhos dos adversários. Ele resgatou cada jogador, uniu, formou mais que um time, formou uma família. Ele mostrou para nós que éramos capazes de nos reerguer. Essas atitudes que fizeram com que o Duílio fosse chamado de Guardiola do Brasil. Pela forma que ele administrava nosso extra-campo também - concluiu.

Duílio já acertou com um novo clube para o segundo semestre. Irá comandar o Americano na Série B1 do Campeonato Carioca. Já Vitor, revelou ter duas propostas concretas de clubes do Rio e uma de Minas Gerais. O defensor ainda aguarda para definir seu futuro.

Tags: Bonsucesso;

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por