Em 05/06/2017 às 16 h14

O 10 voltou! Fisioterapeuta do Bangu explica retorno de Almir aos campos

Gabriel Peres detalha recuperação; Roberto Fernandes pede paciência


Autor: Léo Pinheiro / Fotos: João Carlos Gomes (BAC) e Wagner Ferreira

imageForam 382 dias de agonia. Da torcida e do jogador. Mas, neste domingo (4), o meia Almir voltou a jogar profissionalmente. O atleta não participava de uma partida desde o dia 17 de abril, quando se lesionou, ainda pelo Campeonato Carioca contra o Flamengo. Depois de um ano e dois meses, o camisa alvirrubro voltou a equipe contra a Desportiva (ES), para atuar por 25 minutos. O fisioterapeuta do Bangu, Gabriel Peres, explicou um pouco do processo de recuperação do jogador de 35 anos de idade.

Almir teve uma ruptura no tendão patelar esquerdo, além de uma lesão osteocondral, que ocasionou problemas em outras estruturas adjacentes. A contusão foi considerada de alta complexidade. O lance envolveu o veterano zagueiro Juan, do Flamengo, em uma jogada no setor de meio campo do encontro entre as equipes, naquela oportunidade, válido pela última rodada da primeira fase do Carioca.

Após a confirmação da lesão, Almir foi submetido a uma cirurgia para a reconstrução das estruturas lesionadas. O processo foi conduzido pelo médico do clube, Thiago Blum. Fisioterapeuta do Gigante da Zona Oeste, Gabriel Peres detalhou os passos desse retorno ao futebol.

- Após a cirurgia, ele deu início ao tratamento fisioterapêutico . Dividimos o tratamento em etapas. Primeiro estabilizar o quadro de dor que poderia existir, bem como o edema. Depois preconizamos o ganho de arco de movimentos e padrões biomecânicos. Seguimos para a etapa de ganha de força muscular para depois iniciarmos o trabalho de reeducação ao desporto. Após essas etapas concluídas, ele deu início a transição com a preparação física e consequentemente retornar a jogar - explicou, ainda garantindo que o jogador está 100%.

- Clinicamente ele está muito bem. Agora é basicamente treinar para estar no mesmo nível técnico que o levou ao Flamengo. Ele tem se dedicado muito nesses últimos meses para conseguir tal feito. Tem feito bons treinos. No penúltimo jogo já tinha sido relacionado pelo treinador Roberto Fernandes. Tenho certeza que ele dará muitas alegrias ainda a torcida banguense - analisou o fisioterapeuta.

image

Almir já está com 35 anos de idade e ficou parador por um ano. A dificuldade para reconquistar o ritmo de jogo pode ser grande. Em 2016, o volante Airton, do Botafogo, voltou a atuar depois de um período parecido sem disputar partidas e conviveu, durante toda a última temporada, com pequenas lesões ocasionadas pela fase inativa, naquela oportunidade quando ainda tinha 26 anos. Para Gabriel Peres, no caso de Almir, a idade não será um complicador.

- Não levo em consideração. Temos exemplos no futebol atual de atletas, até mesmo com mais idade, jogando num nível técnico muito bom. O Almir sempre foi um atleta que se cuidou bastante. Não teve histórico de lesões. Foi até um uma situação diferente essa lesão grave dele. Neste momento ele está trabalhando para retornar da mesma forma de antes da lesão - falou.

Roberto Fernandes: "Estamos cuidando dele com carinho"

Treinador do Bangu, Roberto Fernandes ainda pede uma certa paciência com o jogador. Almir já tinha sido relacionado para o jogo contra a Portuguesa (SP), na última semana, mas não chegou a entrar em campo, naquela vez, na vitória por 1 a 0, sobre o time paulista. Contra a Desportiva (ES), os primeiro minutos dados pelo técnico. O comandante alvirrubro revelou que o carinho é uma das formas de ajudar nesta transição, mas ressaltou que a cobrança da torcida será aquela pelo Almir de anos anteriores.

- A gente precisa entender que o Almir está vindo de uma cirurgia extremamente complexa. Imagina um jogador que não teve nenhum problema de lesão grave, ficar parado um ano aos 35 anos. Além disso você vir de uma cirurgia grave. A gente está cuidando dele com carinho, ele esteve no banco contra a Portuguesa (SP) para que ele voltasse a sentir esse ambiente de concentração, de vestiário, mas em uma condição a curto prazo, tem que aguardar um pouco. É o que eu falo sempre para os atletas, ninguém quer saber de ritmo de jogo, ninguém quer sabe se veio de lesão, a cobrança é por vitória. Na hora que ele voltar a atuar com a camisa do Bangu, ele precisa sobretudo, estar com a confiança e a preparação para poder ser cobrado como qualquer outro jogador - observou o treinador.

Expectativa por reedição da dupla com Raphael Augusto no meio campo

O melhor desempenho do Bangu nos últimos anos nas competições que disputou foi no Estadual de 2015, quando na última rodada deixou escapara vaga para a tão sonhada Série D do Brasileirão. Agora na competição, a dupla Almir e Raphael Augusto pode ser reeditada. O cenário nacional vem trazendo a dúvida sobre a utilização de dois camisas 10 nas equipes, como em Flamengo e Botafogo - com Diego e Conca e Camilo e Montillo, respetivamente -. No Bangu, Raphael chutou para longe qualquer problema tático que poderia existir.

- Com certeza dá (para jogarem juntos). Nos grandes clubes dá certo. Não tem como não falar da qualidade do Almir. Um jogador experiente, com uma qualidade absurda. É sempre bom a gente jogar do lado dos melhores. Com toda certeza, ele voltando e voltando bem, vai nos ajudar bastante - falou Raphael.

image

Tags: Almir; Bangu; Gabriel Peres; Roberto Fernandes; Raphael Augusto;

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por