Em 07/08/2017 às 11 h01

Árbitro credita gol como contra e freia hat-trick de Léo: "Podia ter ajudado"

Atacante do Duque de Caxias, pela súmula, marcou duas vezes na vitória por 3 a 1


Autor: Vitor Costa / Foto: Úrsula Nery (Agência FERJ)

Léo Guerreiro estava pronto para pedir música pela segunda vez no Campeonato Carioca da Série B1. No entanto, ao término da vitória por 3 a 1 sobre o Carapebus, neste domingo (7), ele descobriu que o segundo gol do jogo, de acordo com o árbitro Wellington Mendonça de Mello, foi marcado pelo volante Paludo, contra, o que gerou lamentações.

- Ele (Wellington) poderia ter me ajudado (risos). Eu finalizei de cabeça na direção do gol, a bola só tocou no zagueiro e entrou e ele deu gol contra? Não existe! Mas o que importa mesmo é a vitória, estou muito feliz por ela e pelos gols - disse o camisa 15.

Depois de duas cabeçadas certeiras, Léo Guerreiro pela primeira vez bateu pênalti neste campeonato, e converteu, sacramentando o terceiro gol. Anteriormente, as penalidades a favor do Duque foram cobradas por Oziel, que desperdiçou as duas oportunidades que teve.

- Isso é treinamento. Os dois pênaltis em que o Oziel foi infeliz e acabou desperdiçando foram sofridos por mim. O jogo era decisivo, então assumi a responsabilidade. Vim para o Duque para ajudar com gols e estava me sentindo confiante, então peguei e bati - confirmou Guerreiro.

Na terceira posição do Grupo B, com nove pontos, o Duque de Caxias volta a campo no próximo sábado (12), às 15h, contra o Sampaio Corrêa, em Saquarema.

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por