Em 26/08/2017 às 17 h25

Barra da Tijuca e America empatam e praticamente dão adeus ao acesso

Jonathan, goleiro da Barra, brilha em grande segundo tempo americano


Autor: Gabriel Andrezo / Foto: Gabriel Andrezo (FutRio)

Mesmo após um grande jogo de futebol, Barra da Tijuca e America praticamente deram adeus às chances de acesso à Série A do Carioca em 2018. Neste sábado (26), na Rua Conselheiro Galvão, os times ficaram no empate em 1 a 1, em resultado que foi negativo para ambas equipes, que agora têm possibilidades remotas de classificação tanto na Taça Corcovado quanto na classificação geral. Igor Catatau e Allan marcaram os gols do jogo, que teve em Jonathan, goleiro tricolor, seu maior herói, com defesas importantísimas, duas delas já depois dos 45 minutos da etapa final.

Para conseguir a classificação, o Barra da Tijuca precisa de um milagre. Sem saber ainda dos jogos deste domingo, o time já precisa começar a "ligar o secador" desde já, torcendo para que Serrano e Tigres não vençam seus jogos. Só se isso acontecer, o Tricolor poderá ainda ter chances, desde que vença o Americano na quarta-feira, em Cardoso Moreira, e seus adversários também tropecem: entre Tigres, Serrano, Duque de Caxias e Goytacaz, pelo menos três deles teriam que perder na rodada final. Para o America, a situação é só um pouco menos complicada: caso vença o São Cristóvão, o time seca Audax Rio (que enfrenta o Tigres) e Goytacaz (que joga contra o Barcelona) para seguir vivo no returno e no geral.

Primeiro tempo de equilíbrio e chances

Apesar do nível baixo do jogo nos primeiros minutos, Barra da Tijuca e America pareciam, apenas, estar escondendo o jogo. Depois do tempo técnico, as chances começaram a aparecer. A primeira foi do Barra da Tijuca, em chegada de Igor Catatau, que parou em Felipe. Depois, o America respondeu em cruzamento de Belarmino que encontrou a cabeça de Tiago Corrêa, mas Jonathan fez boa intervenção. Apesar do maior domínio do America na posse de bola, só com os contragolpes restando ao Barra, o gol não saía. E a torcida foi ficando impaciente.

O artilheiro Allan chegou a ter uma possibilidade de marcar, mas não chegou a cabecear uma bola muito alta. Aos 34 minutos, a equipe da casa puxou um contra-ataque com Aroldinho, pela direita, mas seu cruzamento para Igor Catatau foi interceptado por Felipe. Quando a bola já estava perto de parar de rolar, o America falhou numa saída de bola e permitiu ao Barra mais uma jogada, perto do intervalo. Aos 45, Igor Catatau recebeu passe açucarado de Thiaguinho, após boa bola roubada pelo meio e tocou por cima de Felipe para fazer 1 a 0 Barra.

O resultado tirava do America quase que qualquer chance de avançar no returno e no geral, enquanto o Barra da Tijuca pulava para a segunda posição do Grupo B, chegando bem vivo à última rodada e respirando na classificação total. Na saída de campo, os jogadores americanos foram cobrados pelos já irados torcedores e Marlon e Léo Rocha tiveram que pedir calma. Porém, o primeiro tempo não foi nada perto do barril de pólvora que se formaria após o intervalo.

Segundo tempo de pressão, show de Jonathan e até "UFC"

A segunda etapa começou como o Barra esperava: com grande pressão do America. Sabendo da necessidade da vitória, o time de Lucho Nizzo atropelou os tricolores, que já mal saíam para o jogo e tinham em Igor Catatau, o homem que tão bem prendeu a bola no primeiro tempo, como um camisa 9 isolado que passava sufoco perante às investidas de Raphael Azevedo e Pessanha. Sob a batuta de Léo Rocha, o America vinha para cima.

As primeiras oportunidades saíram, com Jonathan sendo obrigado a defender bolas pelo alto e por baixo. Logo no começo, Marlon entrou pela esquerda e chutou para Jonathan jogar a escanteio. Aos 10, no entanto, veio o gol: após mais uma jogada pela esquerda da área em que Tiago Corrêa lançou Marlon, que tocou para o artilheiro do século girar e chutar rasteiro, no canto esquerdo de Jonathan, empatando o jogo e reacendendo a esperança rubra.

Daí em diante, só deu America. Pelo alto e pelo chão, as oportunidades apareciam, mas a defesa do Barra fazia eu papel. Nivaldo e Léo Rocha arriscavam em chutes de fora, mas as jogadas fluíam mais quando os passes em profundidade encontravam os atacantes. Com Juninho Bolt e Welber em campo, o time cresceu e esteve perto do gol numa cabeçada de Léo Rocha, que saiu à esquerda. O Barra só chegou num chute de Ian, em que Felipe fez esplêndida defesa, no canto esquerdo.

Perto do final, um lance de UFC chamou atenção. Após uma jogada confusa em que havia duas bolas em campo e Ian chutou a segunda na direção da primeira, em pleno jogo, Walney e Raphael Azevedo se estranharam. O zagueiro do America, então, acertou um direto no rosto do jogador do Barra da Tijuca, que se enfureceu. Querendo o revide, o camisa 7 do Barra partiu para cima do rival e quase derrubou o auxiliar Jackson dos Santos, que se colocou à frente da confusão. Walney teve que ser contido por nada menos que cinco pessoas. Até o técnico Lira entrou em campo para segurá-lo. No fim, só Raphael foi expulso.

Mas a maior emoção estava por vir. Quase nos acréscimos, num grande bate-rebate, Pessanha chutou e Jonathan espalmou, Allan chutou na trave e Welber balançou a rede, mas estava impedido. Aos 48, num grande cruzamento da direita, de Pessanha, o America quase marcou com Allan, numa cabeçada que foi outra vez parada por Jonathan. No último lance, outra vez o goleiro do Barra fez duas grandes defesas, primeiro num chute à queima-roupa de Pessanha e, depois, saindo de carrinho aos pés de Welber para segurar o 1 a 1, que acabou não sendo bom para ninguém.


A partida
Barra da Tijuca 1x1 America - Taça Corcovado, 10ª rodada - 26/8/2017 às 15h

Estádio Aniceto Moscoso (Rio de Janeiro - RJ)
Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá
Assistentes: Jackson Lourenço dos Santos e Thiago Varela dos Santos

Barra da Tijuca: Jonathan; Dudu (Thiago Augusto 43'/2ºT), Alex, Kerlyson e Ian; Arruda, Walney, Lincoln (Iago 20'/2ºT) e Thiaguinho; Aroldinho (Yuri 26'/2ºT) e Igor Catatau. Técnico: Lira.

America: Felipe; Belarmino, Pessanha, Raphael Azevedo e Marlon (Juninho Bolt 26'/2ºT); Tiago Corrêa, Alan Nascimento (Ânderson Künzel 35'/2ºT), Nivaldo e Léo Rocha; Allan e Robinho (Welber 19'/2ºT). Técnico: Lucho Nizzo.

Cartões amarelos: Arruda, Walney (BTJ); Raphael Azevedo (AME)
Cartão vermelho: Raphael Azevedo (AME), 45'/2ºT)

Gols: Igor Catatau, 45'/1ºT (1-0); Allan, 10'/2ºT (1-1)

Renda: R$ 5.925,00
Público: 357 presentes (257 pagantes)

Tags: Barra da Tijuca, America

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por