Em 13/09/2017 às 23 h43

Fica pra semana que vem: Bota é melhor, mas não sai do 0 a 0 com o Grêmio

Alvinegro tem as melhores oportunidades, mas não consegue marcar


Autor: Renan Mafra / Foto: Vitor Silva (SSPRess)

Faltou o gol para o Botafogo. Na noite desta quarta-feira (13) no Estádio Nilton Santos, o Glorioso foi superior ao Grêmio (RS) no jogo de ida das quartas-de-final da Libertadores, mas o 0 a 0 não saiu do placar. Mas na segunda partida, qualquer empate com gols classifica o Alvinegro. Em caso de nova igualdade sem gols, a vaga será decidida nos pênaltis.
 
A segunda partida das quartas-de-final da Libertadores entre Botafogo e Grêmio acontece na próxima quarta-feira (20), às 21h45, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre. Mas neste sábado (16), novamente no Estádio Nilton Santos, o Glorioso recebe o Santos (SP), pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro, e tenta entrar no G-6.
 
Primeiro tempo nervoso e com poucas chances de gols

O jogo começou muito nervoso, com as duas equipes procurando manter mais a posse de bola e não se arriscando muito no ataque para não dar espaços na defesa para o adversário. Fernandinho, pelo Grêmio, e Matheus Fernandes, para o Botafogo, foram os responsáveis pelas primeiras finalizações da partida, mas sem perigo a meta adversária. A primeira chance real de gol só ocorreu aos 30 minutos.
 
Gilson cruzou da direita, Bruno Silva se antecipou a Cortez e finalizou rente a trave de Marcelo Grohe, assustando o goleiro gremista. Mas o Tricolor Gaúcho deu a resposta logo em seguida. Arthur fez grande jogada individual, enfileirou os marcadores e bateu da entrada da área, mas Gatito Fernández espalmou pela linha de fundo. Porém, o jogo seguiu muito amarrado e o primeiro tempo acabou 0 a 0.

image
 
Botafogo pressiona, mas 0 a 0 não sai do placar

Diferente da primeira etapa, o Botafogo começou o segundo tempo pressionando e com direito a reclamação de pênalti de Edilson sobre Gilson, mas o árbitro não marcou. Aos seis minutos, João Paulo lançou Léo Valência, que invadiu a área e bateu forte, mas mandou pra fora. Em seguida, Cortez afastou mal, Roger dominou dentro da área e finalizou, mas a bola pegou na marcação e morreu pela linha de fundo.
 
Aos poucos o Grêmio foi equilibrando o jogo, mas só foi ter a sua primeira chance no segundo tempo, aos 33 minutos, quando Léo Moura cruzou da direita, Fernandinho tentou marcar de voleio, mas Carli afastou o perigo. O Botafogo deu a resposta com Roger, mas o centroavante finalizou para fora. O Alvinegro seguiu lutando, mas o ritmo do jogo caiu nos minutos finais e a partida acabou 0 a 0.
 
A partida 
Botafogo 0x0 Grêmio (RS) - Libertadores, quartas-de-final (ida) - 13/09/2017, às 21h45
 
Estádio Nilton Santos (Rio de Janeiro - RJ) 
Árbitro: José Argote (VEN) 
Auxiliares: Luiz Murillo (VEN) e Carlos Lopez (VEN)
 
Botafogo: Gatito Fernández; Arnaldo, Carli, Igor Rabello e Gilson; Bruno Silva, Matheus Fernandes, João Paulo (Rodrigo Lindoso, 22'/2ºT) e Léo Valência (Marcos Vinícius, 25'/2ºT); Rodrigo Pimpão (Guilherme, 30'/2ºT) e Roger. Técnico: Jair Ventura.
 
Grêmio (RS): Marcelo Grohe; Edilson, Bressan, Kannemann e Cortez; Jailson, Arthur, Ramiro e Léo Moura (Rafael Thyere, 43'/2ºT); Fernandinho e Barrios (Everton, 16'/2ºT). Técnico: Renato Gaúcho.
 
Cartões amarelos: Matheus Fernandes e Rodrigo Pimpão (BOT)
 
Público: 33.235 pagantes (36.034 presentes) 
Renda: R$ 2.029.375,00

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por