Em 21/11/2017 às 19 h35

Recém-chegado, Nilson ressalta tradição do Bangu e sonha com título

Atacante realizou seu primeiro treino em Moça Bonita nesta segunda-feira (20)


Autor: Redação FutRio / Foto: João Carlos Gomes (BAC)

Entre as novidades do Bangu para o Campeonato Carioca de 2018, a mais conhecida nacionalmente é certamente o atacante Nilson, de 26 anos. Contratado após defender o São Bento (SP), que subiu recentemente da Série C para a B do Campeonato Brasileiro, o centroavante tem passagens por grandes clubes do país, como Vasco, Portuguesa (SP) e Santos. Se entende de jogar com equipes tradicionais, ele sente que o Bangu é uma nova oportunidade neste sentido.

image

O jogador espera poder contribuir para uma boa campanha do Alvirrubro no próximo Estadual e até sonha com um título carioca. Nilson acredita que sua experiência pode contribuir bastante, embora lembre que todo o grupo é que pode fazer a diferença:

- A responsabilidade é muito grande por ser um clube tradicional e centenário, que todo mundo conhece. Sei do que vou encontrar, mas se trata de um grupo, não de um jogador só, apesar das minhas passagens por grandes clubes. Vou procurar me preparar ao máximo para mostrar meu futebol e ajudar o time a fazer um bom campeonato, ser bem falado. Para o Carioca, queremos buscar uma boa campanha e, quem sabe, o título - disse.

O muito investimento para o Carioca foi grande no Bangu, que começa a montagem do elenco para 2018 de maneira mais tímida e pontual. O jogador chega com um currículo é justamente Nilson. Depois de ter Loco Abreu no comando ofensivo nesta temporada, o atacante de 26 é quem tem a missão de ser o homem-gol do alvirrubro

Nilson destacou que a história e a fama do Banguzão foram importantes para aceitar o convite, mas também que estar no clube não é exatamente uma novidade para ele. Quando saiu do Vasco, pouco depois de se profissionalizar, em 2010, o jogador fez um período de treinos em Moça Bonita, o que já o deixou familiarizado com o clima quente e úmido da Zona Oeste.

- Já treinei um tempo aqui em Moça Bonita, quando saí do Vasco. Sou paulista, estou bem acostumado com chuva, mas o importante é trabalhar forte para entrar bem no campeonato, seja qual for o tempo. O projeto do Bangu é ousado, não foge do padrão do clube, que é o de almejar títulos. Ao nível nacional, o Carioca é um Estadual bom para aparecer e voltar ao mercado, então não pensei duas vezes em estar ao lado do Bangu para colocá-lo, se Deus quiser, na Série D nacional - prometeu.

Primeiro dia no clube e voltas no gramado de Moça Bonita

Sem cerimônia, no primeiro dia no clube, Nilson fez um trabalho físico. Deu voltas no gramado de Moça Bonita, enquanto os demais jogadores do elenco alvirrubro faziam um exercício específico sob o comando da preparação do clube. O clima neste primeiro momento, contudo, foi diferente do que Nilson encontrará. Com uma chuva incessante num gramado um pouco mais pesado, o atleta começou o condicionamento. Segundo ele, o trabalho permanece o mesmo, independente de calor ou chuva.

- Eu sou paulista, já estou bem acostumado com a chuva, né? (risos). Mas já cheguei até a treinar aqui em Moça Bonita um tempo, quando acabei saindo do Vasco, ficando um tempo aqui de preparação e vi que o sol é muito quente. Mas, quanto a calor ou chuva, eu não me importo não. O importante é estar trabalhando - disse, prosseguindo com a análise.

- Acho que teremos um período muito grande para preparar o time, para a gente poder entrar forte no campeonato e fazer uma boa campanha - concluiu.

No Carioca o Bangu começa a caminhada contra o Vasco, no dia 17 ou 18 de janeiro.

Tags: Bangu

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por