Em 12/02/2018 às 14 h21

Dourado busca quebrar maldição de artilheiros de Brasileirão no Fla

Clube contratou vários goleadores no início do século XXI que não brilharam


Autor: Renan Mafra / Foto: Gilvan de Souza (CRF)

No último sábado (10), o Flamengo derrotou o Botafogo por 3 a 1 e avançou a final da Taça Guanabara. O estreante Henrique Dourado marcou o segundo gol rubro-negro, e apesar de canhoto, literalmente começou sua passagem pelo Mais Querido com o pé direito, já que balançou as redes de perna destra. E ele chega ao clube querendo quebrar uma maldição que tem no Fla neste século, de artilheiros de Campeonatos Brasileiros não repetirem o mesmo desempenho de suas equipes anteriores com o Manto Sagrado.

Em 2003, defendendo o Goiás, Dimba marcou 31 gols pelo Esmeraldino. No ano seguinte, o Flamengo o contratou a peso de ouro, mas o centroavante decepcionou, e em 37 jogos, marcou 14 gols, e conviveu com problemas internos no clube, além de especulações de que não se dava bem com alguns companheiros pelos benefícios que recebia da diretoria do clube.

Já em 2007, o Flamengo contratou Souza, que assim como Dimba, havia sido artilheiro do Brasileirão do ano anterior pelo Goiás, mas com 17 gols. Apesar de boas atuações, o centroavante, hoje no Madureira, foi criticado pela torcida em alguns momentos pelo excesso de gols perdidos. Em 74 jogos pelo Rubro-Negro, ele marcou 24 vezes.

Na temporada 2008 o Flamengo fez a mesma aposta e contratou Josiel, que foi o artilheiro do Campeonato Brasileiro de 2007 no rebaixado Paraná, com 20 gols. Porém, no Rubro-Negro ele conviveu mais tempo com as criticas do que com os gols marcados. O centroavante balançou as redes 13 vezes em 30 partidas.

Até mesmo o ídolo Adriano não escapou das vaias após ser artilheiro do Brasileiro. Um dos líderes da campanha do Hexacampeonato Brasileiro em 2009, ele marcou 19 gols e terminou na artilharia junto com Diego Tardelli do Atlético (MG). Em 2010, a média de gols foi impressionante, 15 em 18 partidas. Porém, alguns problemas extra-campo deixaram o Imperador de fora de jogos decisivos. Juntando-se a isso um pênalti desperdiçado na final da Taça Rio, que fez o Rubro-Negro perder um Estadual para o Botafogo depois de três anos, o centroavante acabou sendo criticado por muitos torcedores.

Henrique Dourado vai tentar quebrar essa escrita e seguir balançando as redes pelo Flamengo. No próximo domingo (18), ele estará em campo pra ajudar o Rubro-Negro na final da Taça Guanabara contra o Boavista.

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por