Em 13/02/2018 às 20 h19

Dia Mundial do Rádio: primeira transmissão de futebol foi nas Laranjeiras

Brasil x Uruguai, pela Copa América de 1922, foi o primeiro jogo ao vivo no rádio


Autor: Redação FutRio / Fotos: Gabriel Andrezo (FutRio) e Divulgação

O Dia Mundial do Rádio é comemorado, todos os anos, em 13 de fevereiro. A data celebra a primeira emissão da Rádio das Nações Unidas, em 1946, para um grupo de seis países. O Brasil não foi um deles, embora tenha participação importante na invenção e popularização do meio. Landell de Moura foi o primeiro a transmitir a voz humana por ondas radiofônicas, mas a honraria de ser considerado o inventor do rádio coube ao italiano Guglielmo Marconi. O que ninguém tira do Brasil é o posto de ser o local onde a primeira transmissão de um jogo de futebol ao vivo foi realizada.

image

Em 1922, Brasil e Uruguai protagonizaram a primeira partida irradiada ao vivo, em jogo válido pela Copa América (na época chamada de Campeonato Sul-Americano), no Estádio das Laranjeiras, Zona Sul do Rio. A partida foi cercada de grande comoção dos dois lados e era tida como decisiva. Se, no Brasil, ganhar o título era uma questão de honra pelo fato do campeonato acontecer no centenário da independência do país, em terras cisplatinas a motivação também era grande. Os fãs de futebol do continente viviam grande expectativa e a história estava prestes a ser feita.

Tudo foi possível graças a um uruguaio chamado Claudio Sapelli. Pioneiro da comunicação em seu país, foi ele o criador da primeira estação de rádio uruguaia, a Rádio Paradizábal, em Montevidéu. Sapelli era dono de uma loja que vendia discos de cera e que consertava e construía aparelhos radiofônicos. Em 1921, ele já tinha sido o primeiro em seu país a transmitir um espetáculo teatral, mais especificamente uma ópera, que aconteceu na capital uruguaia. Foi em sua loja que os primeiros aparelhos de rádio foram vendidos no país. Em princípio, eram apenas 50 unidades, que se esgotaram rapidamente.

No Uruguai, a disputa da Copa América causava grande comoção. O Peñarol, um dos clubes mais populares do país, brigou com a Associação Uruguaia de Futebol e não liberou seus jogadores para a seleção. Aproveitando-se da atenção e paixão crescente dos uruguaios pelo jogo, Sapelli decidiu tomar uma decisão ousada: transmitir, via rádio, os acontecimentos que se passavam no Rio de Janeiro, a quase 2.500 km de distância. Para isso, instalou um receptor de mensagens telegráficas no terraço de sua rádio para que as pudesse decifrar e, então, repassá-las aos ouvintes em tempo real.

imageA operação exigia dinamismo. Sem ver o que acontecia nas Laranjeiras, Sapelli narrava o que chegava a seu terraço para um público de apenas 75 pessoas que tinham rádios na região. Foi apenas isso que impediu que sua audiência fosse maior, já que as ondas de sua rádio chegavam a 40 km de distância. De toda forma, formou-se um grande público na porta da rádio para ouvir o jogo, mas não com a voz de Sapelli: um outro receptor telegráfico foi instalado para que uma pessoa pudesse, de megafone em punho, informar à multidão que se formava tudo que acontecia nas Laranjeiras. E foi assim, num "voo cego", que aconteceu a primeira transmissão de futebol que se tem notícia.

O jogo entre Brasil e Uruguai terminou em 0 a 0 e, mais tarde, a Seleção Brasileira se tornaria campeã continental pela segunda vez. Mas Sapelli seguiu sendo pioneiro, transmitindo pela primeira vez de dentro de um estádio, um jogo de futebol. Em 1924, foi até Buenos Aires, a capital argentina, para acompanhar o duelo entre Uruguai e Argentina. Os uruguaios tinham acabado de ser campeões olímpicos, mas a vitória foi alviceleste, por 2 a 1. Aliás, a partida foi histórica graças a um gol do argentino Onzari, marcado diretamente de um escanteio. Para provocar os uruguaios, os argentinos passaram a chamá-lo de "gol olímpico", nomenclatura que se mantém até os dias atuais.

O primeiro jogo de futebol não foi o primeiro evento esportivo a ser transmitido pelo rádio, já que aconteceu um ano depois da luta de boxe entre Jack Dempsey e Georges Carpentier, em Nova Jersey (EUA). Porém, os ecos do feito de Sapelli seguem reverberando quase um século depois de seu feito histórico. O rádio esportivo agradece.

Tags: FutRio

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por