Em 12/03/2018 às 19 h49

Àllax cita viagens, lamenta série de derrotas, mas ainda não joga a toalha

Técnico do Boavista garante que clube ainda tem objetivos no Estadual


Autor: Redação FutRio / Foto: Vitor Costa (FutRio)

Sensação da Taça Guanabara, o Boavista perdeu fôlego na reta final do Campeonato Carioca e acabou derrotado nos três últimos jogos que disputou, contra Vasco, Flamengo e Bangu. Desta forma, já não tem chances de avançar às semifinais do segundo turno. Para a rodada derradeira da Taça Rio, diante do Volta Redonda, o técnico Eduardo Àllax, no entanto, garante que ainda possui metas.

- Ainda temos chances pela classificação geral e vamos buscar a vaga na Série D do Campeonato Brasileiro, que é um objetivo do clube. Temos uma semana de trabalho, algo que não tínhamos há muito tempo. Sabemos que o Volta Redonda tem uma grande equipe, mas precisamos dessa vitória para tentarmos chegar à semifinal - declarou.

De fato, o Boavista ainda pode terminar até em quarto lugar, dependendo dos outros resultados. Isso acontecendo, tem chances caso o título da Taça Rio fique nas mãos de Flamengo, Fluminense ou Botafogo, que seriam os três primeiros nessa combinação. Pouco para quem, por muito tempo, foi o vice-líder, e viu a regularidade cair em apenas três partidas.

- A gente não esperava essa derrota pro Bangu. Mas essas viagens para Espírito Santo, Volta Redonda e Saquarema atrapalharam no aspecto físico, com jogo a cada dois dias, onde perdemos um dia viajando. Não serve de desculpa, mas o tempo em que estávamos decidindo a Taça Guanabara com o Flamengo, os outros clubes puderam se preparar melhor. O próprio Flamengo se prejudicou, perdeu dois jogos onde teve que colocar um time reserva. A gente já teve que pensar muito na recuperação dos atletas. Mas isso é normal - afirmou Àllax.

Fora do banco na última rodada

Eduardo Àllax foi expulso na derrota para o Bangu, no último fim de semana, e pelas novas regras não poderá ficar no banco de reservas diante do Volta Redonda. Apesar de chateado com a punição, o treinador explicou o motivo das reclamações.

- Eu questionei o critério dele. No primeiro tempo, o Célio Gabriel saiu errado, deu um soco nas costas do Fellype Gabriel e ele marcou falta, anulando o nosso gol. O Fellype Gabriel estava parado no lance, é franzino, não tinha como fazer a falta. No segundo tempo, o jogador do Bangu deu um carrinho no Rafael que impossibilitou ele de pegar a segunda bola. Eu falei pra ele que ele não era disso - argumentou Àllax, que disse não ter ofendido o árbitro:

- Ele achou que eu ofendi a honestidade dele, o chamei de ladrão. Inclusive pedi desculpas se ele entendeu isso, mas eu questionei o critério dele. É um ótimo árbitro, o melhor que temos no Rio. Mas o Magno fez 12 faltas no jogo e não levou um amarelo. O Gustavo foi expulso direto. Até acredito que a arbitragem está muito boa. Esses caras são amadores ou semi-profissionais, ficar criticando eles é até desonesto. Mas eu questionei os critérios dele, que não concordei - explicou.
 
Na última rodada da Taça Rio, o Boavista encara o Volta Redonda. A partida será no Estádio Raulino de Oliveira, às 16h. O Placar FutRio acompanha.

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por