Em 29/05/2018 às 13h41

De fora: os clubes que disputaram a Série C em 2017, mas não voltam em 2018

Dentre as seis equipes, estão camisas tradicionais como Itaperuna e Miguel Couto


Autor: Redação FutRio / Fotos: Vitor Costa e Gabriel Andrezo (FutRio)

Como já é costume, a Série C do Campeonato Carioca é cercada de expectativa pelos torcedores, que desejam ver o retorno de clubes tradicionais ao cenário do futebol profissional. Em 2018, por exemplo, as voltas mais significativas são as de Canto do Rio e Cardoso Moreira, confirmados na tabela divulgada na última segunda (28). Há, ainda, cinco estreantes: Ação, Mageense, CAAC, Brasileirinho (que entrou na tabela em 2017, mas acabou não jogando, de fato) e Atlético Carioca.

image

A Quartona, no entanto, também se transforma em frustração para os apaixonados por clubes que, em virtude de motivos variados, não conseguem confirmar participação. Tendo como base a Série C de 2017, seis equipes não entrarão em campo na atual temporada: Heliópolis, Itaperuna, Miguel Couto, Paraíba do Sul, Riostrense e União de Marechal Hermes.

Os mais tradicionais são Itaperuna e Miguel Couto. O segundo, inclusive, chegou à final da Série C em 2013, quando perdeu o título para o São Gonçalo EC, mas conquistou o acesso à Segundona do Rio de Janeiro - não a disputando na temporada seguinte em virtude da falta de recursos financeiros. O Itaperuna, por outro lado, chegou a ser figurinha carimbada na elite estadual durante os anos 90.

Ficar de fora da Quarta Divisão não chegou a ser surpresa para o sexteto, que estava fora da listagem divulgada pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ), no último dia 23. O documento enumerava previamente os 18 clubes que tinham condições de entrar na disputa do último escalão estadual.

Em 2017, suspensões e exclusões atrapalharam a competição

A crise financeira foi um elemento em comum entre os seis clubes em 2017. Heliópolis, Paraíba do Sul e Riostrense, por exemplo, foram excluídos antes do término da Série C do ano passado em virtude das diversas dívidas, como as acumuladas junto à FERJ ou com o Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ).

Itaperuna, Miguel Couto e União de Marechal também encararam problemas de ordem financeira. Os três não foram excluídos da Quarta Divisão na temporada anterior, mas chegaram à última rodada do certame suspensos, ou seja, impossibilitados de entrarem em campo.

image

A série de suspensões e exclusões deformou a tabela da Série C em 2017. Na última rodada da fase classificatória, por exemplo, somente dois dos oito jogos previstos foram, de fato, realizados. Todos os demais terminaram em WO, alguns até mesmo de natureza dupla, quando ambos os times que se enfrentariam cumpriam punição.

Sem carimbar o passaporte em 2018, cabe às equipes que ficaram de fora da Quartona aguardarem até a próxima temporada, quando nova chance estará à disposição. Isso se os cofres, quase sempre combalidos, permitirem.

Tags: Carioca Série C

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por