Em 24/08/2018 às 10 h12

Jogos extras poderão definir queda à B2; hexagonal não está descartado

Até seis times podem empatar em pontos, o que levaria ao "grupo da morte"


Autor: Redação FutRio / Fotos: Vitor Costa (FutRio) e Rodrigo Henrique (RH Assessoria)

É grande (e equilibrada) a luta contra o rebaixamento para a Série B2 do Carioca do ano que vem. Da 14ª à 20ª colocação da Segundona, todos os times seguem com riscos; uns mais, outros menos. Mas um detalhe muitas vezes esquecido do regulamento poderá entrar em cena neste ano. Caso haja empate em pontos entre equipes dentro e fora da zona de rebaixamento, não há qualquer critério de desempate: está prevista a disputa de jogos extras para definir quem cai para a Terceirona, o famigerado "grupo da morte".

image

O extraordinário desempate é citado no Artigo 27 do regulamento da Série B1. Ele já vem fazendo parte dos regulamentos da Segundona desde 2013, quando o formato atual da competição foi adotado, mas nunca pareceu tão próximo de ser finalmente posto em prática quanto na atual temporada, graças à pequena diferença de pontos entre os últimos colocados da tabela. A propósito, quanto maior o número de times empatados dentro e fora do Z-3, maior será o grupo. E até seis equipes poderiam formá-lo. Seria, praticamente, um novo campeonato.

A chance de um hexagonal é irrisória, mas existente. A conta só poderia acontecer de uma forma e envolveria, já neste fim de semana, uma derrota do Gonçalense para o Duque de Caxias, uma vitória do Santa Cruz sobre o Carapebus, um triunfo do Artsul diante do Olaria e outro do Barcelona, sobre o Serrano. A matemática fecharia, na última rodada, com empates do Santinha com o Audax, do Barça diante do Tigres, do Olaria com o Angra, uma vitória do Serrano sobre o Artsul e nova derrota do Gonçalense, para o São Gonçalo. Caso estes resultados aconteçam, seis times (Gonçalense, Artsul, Olaria, Serrano, Barcelona e Santa Cruz) empatariam com 16 pontos e jogariam entre si em incríveis dez rodadas, após as quais os dois últimos colocados cairiam.

Na complicada combinação supracitada, o Carapebus já seria o primeiro rebaixado matematicamente, mas outra possibilidade de um grupo-desempate envolve o time do Norte Fluminense. Nela, seriam três os formadores de um grupo extra. Caso o Carapebus vença seus próximos dois jogos, o Barcelona empate os dois e o Serrano perca para o Artsul, todos ficariam com 14 pontos e dependentes de um tropeço do Santa Cruz diante do Audax, na última rodada, para jogarem o Grupo X. Neste caso, uma vitória do Santinha o levaria aos 15 pontos e rebaixaria os três adversários de uma só vez.

Até pênaltis podem definir quem cai

Se a chance de seis times ficarem empatados é improvável, a possibilidade de haver jogos extras envolvendo menos equipes é bem mais verossímil. Assim, se forma o chamado Grupo X, para confirmar quem cai para a Terceirona: no caso de serem dois os clubes empatados, eles se enfrentarão em dois jogos, ambos em campo neutro, para definir quem se salva e quem é rebaixado. Se houver empate na soma dos resultados, a disputa vai para os pênaltis.

image

Se forem três ou mais os times igualados em pontos, novamente está prevista a realização de jogos entre os integrantes do "grupo da morte" em turno e returno. Neste caso, o regulamento do campeonato não cita a necessidade de se atuar em campo neutro. Dentro desta disputa, os critérios de desempate são os mesmos já aplicados no restante da Segundona, nesta ordem: número de vitórias; saldo de gols; gols pró; número de cartões (amarelos têm peso um, vermelhos têm peso três) e sorteio.

Ao longo da história, foram raras vezes em que o desempate entrou em cena para definir um rebaixado na Segundona, descontando o "grupo da morte", que fez parte do regulamento da competição entre 2007 e 2012. A única ocorrência foi em 1996, quando Mesquita e São Cristóvão se enfrentaram e o time da Baixada levou a melhor. Porém, uma virada de mesa manteve ambos times na competição do ano seguinte. Em 2016, Duque de Caxias e Goytacaz jogariam o play-off para definir um rebaixado, mas a perda de 17 pontos do Angra dos Reis culminou com o descenso do Tubarão, o que salvou caxienses e campistas.

A penúltima rodada da Taça Corcovado, que pode até definir os primeiros rebaixados à Terceirona, começa neste sábado (25). O duelo entre Barcelona e Serrano, confronto direto na luta contra o descenso, acontece no domingo e será transmitido pela Rádio FutRio. A bola rola às 15h.

Tags: Carioca Série B1

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por