Em 16/09/2018 às 21 h50

Rafinha festeja gol salvador, mas diz ter sido aliciado para entregar jogo

Atacante salvou Mesquita do rebaixamento: "Sempre vou jogar para ganhar"


Autor: Redação FutRio / Foto: Gabriel Farias (FutRio)

O Mesquita só permaneceu por mais uma rodada ainda vivo na luta contra o rebaixamento para a Quartona por causa de um empate agônico empate diante do Rio São Paulo, no último sábado (15), pela penúltima rodada da Série B2 do Carioca. Mesmo com dois jogadores a menos, o time da Baixada não descansou até o apito final e acabou recompensado pelo atacante Rafinha, que marcou aos 50 minutos da etapa final para manter o time com esperanças antes da rodada final. Ainda assim, a situação mesquitense ainda é bastante difícil, já que o time precisa vencer o Barra Mansa e torcer por um tropeço do Rio São Paulo, diante do Araruama.

Após o jogo, o tom era de desabafo, da parte de Rafinha. O atacante se disse privilegiado por marcar um gol tão importante, ainda que o momento do Mesquita seja ainda bastante negativo no campeonato:

– Tenho que agradecer a Deus. Na palavra bíblica, se diz que há tempo de plantar e há tempo de colher coisas boas. Nesta semana, viemos plantando coisas boas e, pelo segundo tempo que fizemos, não merecíamos sair com a derrota. Papai do céu me abençoou com o gol no final e o espírito tem que ser esse, sempre de vencedor: mesmo com dois a menos, todo mundo correndo pelo outro e se ajudando. Tem que correr até o final.

Rafinha também fez uma revelação dura: ele disse ter sido aliciado, por uma pessoa não identificada, para que perdesse o jogo deste sábado de propósito. Segundo ele, a proposta em dinheiro aconteceu dias antes da partida, mas o atacante do Mesquita garantiu que nunca se beneficiaria em detrimento do time e desabafou contra quem o procurou para fazer a indecorosa proposta:

– Queria dar um aviso a aquele cara que tentou me comprar, me oferecendo dinheiro para que eu entregasse o jogo. Eu não sei quem é, chegaram até mim. Vou dar um recado para ele: aqui tem sujeito homem, aqui não é jogadorzinho que pensam que qualquer dinheiro vai comprar a gente. Aqui tem atleta profissional. Não importa a situação que a gente esteja, eu nunca vou vender jogo, eu nunca quero perder. Sempre vou jogar para ganhar. Ficou claro isso agora, com dois a menos e a gente querendo vencer até o final.

Por fim, Rafinha acredita que o gol no final do jogo, numa altura em que a derrota estava quase confirmada, acaba dando uma motivação a mais para o Mesquita no último jogo, embora o time não possa contar com Walbber e Felipe Gama, que foram expulsos.

– Não deixa de ser. Precisamos ter lá o mesmo empenho que no segundo tempo daqui, não pode deixar cair. Tem que ser a mesma vontade. Tivemos dois expulsos, mas é assim mesmo e quem entrar vai compor e vai aguentar o pique. Seguimos na correria – concluiu.

O Mesquita joga no próximo domingo, diante do Barra Mansa, em local ainda não definido. Para não cair, o time precisa vencer e torcer por tropeços do Rio São Paulo e/ou do Juventus. Caso haja empate em pontos entre o Mesquita e uma destas equipes, haverá o Grupo X para definir quem cai para a próxima Quartona, ao lado do Futuro Bem Próximo.

Tags: Mesquita

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por