Em 23/09/2018 às 12 h11

Dirigente cita orgulho por campanha do Sampaio e projeta 2019 ainda mais forte

Acesso escapa na fase decisiva, mas deixa legado importante, segundo Rafael Badá


Autor: Redação FutRio / Foto: Jhonathan Jeferson (FutRio)

De tanto bater na porta, o Sampaio Corrêa finalmente chegou na fase decisiva da Segundona Estadual. O acesso, entretanto, não veio em 2018. As duas derrotas para o America impediram o feito inédito, causaram certa tristeza, mas não retiraram a certeza de trabalho bem desenvolvido em Saquarema, segundo o diretor de futebol Rafael Badá.

- Levantar a cabeça e continuar trabalhando, como a gente vem fazendo com o Romulo (Gomes, presidente) e sua família. A gente só tem orgulho. Fica aquele momento de tristeza, todos de cabeça baixa, chorando um pouco, mas com orgulho do que fizemos nesse campeonato, colocando o Sampaio Corrêa definitivamente na rota do acesso. Pode ter certeza que 2019 vamos voltar mais fortes ainda. Uma hora as coisas mudam e o acesso vai vir para a gente. Pegamos o gostinho de chegar nas decisões - declarou o dirigente, que fez uma comparação história entre os semifinalistas.

VEJA TAMBÉM:
America vence Sampaio Corrêa e garante acesso à primeira divisão do Carioca
Com sentimentos opostos, Sampaio recolhe cacos após ficar no quase

- A gente vem bem há alguns anos, fazendo o trabalho visando chegar a esse momento, ao acesso. Quase chegamos à perfeição. Pegamos uma grande equipe que é o America, que tem 114 anos, enquanto o Sampaio tem 12 anos. Estamos sempre brigando forte, montando bons times e esse ano conseguimos efetivamente chegar e estar disputando os dois jogos do acesso. Desde a montagem do grupo a gente tinha muita confiança.

Rafael Badá destinou elogios especiais ao treinador Luciano Quadros, responsável por assumir o comando técnico após a demissão de Antônio Carlos Roy, no intervalo entre os turnos da Série B1. A partir dali o Sampaio arrancou até ser parado pelo America nas semifinais gerais. Segundo o dirigente, Quadros causou um choque no ambiente do clube.

- A chegada do Luciano causou um grande choque em tudo. Não tenho palavras para definir ele, que é um cara sensacional dentro e fora de campo com os jogadores. Conseguimos fazer um bom segundo turno, uma Taça Corcovado muito forte. Terminamos com 26 pontos e chegamos para esses jogos do acesso bem confiantes. Encontramos um time centenário e as coisas não saíram como a gente esperava.

Sem mais compromissos em 2018, o Sampaio Corrêa pensa agora na próxima temporada, quando tentará novamente o acesso à elite do Campeonato Carioca. O Galinho da Serra participará também da Copa Rio.

Tags: Sampaio Corrêa, Carioca Série B1, Rafael Badá

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por