Em 16/11/2018 às 18 h34

Paredões: dez defesas menos vazadas da B1 contam com 17 goleiros

Apenas oito arqueiros já tem clubes para defender em 2019


Autor: Jhonathan Jeferson / Fotos: Jhonathan Jeferson e Gabriel Andrezo (FutRio)

image

Todo bom time começa por um bom goleiro. Esse ditado, conhecido no meio do futebol, diz muito sobre a formação dos times. Dentro da Série B1 do Campeonato Carioca, as dez melhores defesas utilizaram 17 goleiros ao todo. Quase dois meses depois do término da competição, pouco mais da metade desses "paredões" ainda estão sem clube. Oito deles já têm nova camisa ou voltaram para seus times de origem.

Das dez equipes, apenas quatro usaram um goleiro: Duque de Caxias, Friburguense, Tigres e São Gonçalo não deram oportunidade aos suplentes em 2018 e tiveram total confiança em seus titulares. 

Confira abaixo o "Top-10" das defesas menos vazadas da Série B1:

Bonsucesso: 11 gols sofridos
- O Leão da Leopoldina contou com os serviços de Marcelo Carné e Caio durante a Segundona. Carné atuou na maioria das partidas, mas o suplente assumiu a titularidade na reta final e não comprometeu, ajudando a manter o bom número defensivo da equipe.

Situação dos goleiros: 
Marcelo Carné: sem clube
Caio: acertou com o Nova Iguaçu para a Seletiva

image

Audax e Barra da Tijuca: 15 gols sofridos cada
- Audax e Barra foram duas equipes que mais mesclaram seus goleiros. Isso porque, no Laranja Meritiense, o técnico Eduardo Àllax optou por sempre utilizar duas equipes diferentes e, com isso, Max e Jefferson Paulino se alternavam na titularidade. No Tricolor da Zona Oeste, foi por outro motivo: titular absoluto na Taça Santos Dumont, Victor Brasil deixou a equipe e rumou para Portugal, onde defende as cores do Gil Vicente. Seu substituto foi Yan, que manteve a regularidade no segundo turno.

Situação dos goleiros:
Max: sem clube
Jefferson Paulino: sem clube
Victor Brasil: foi para o Gil Vicente (POR)
Yan : sem clube

image

Duque de Caxias: 17 gols sofridos
- No Duque, apenas Jaime atuou durante toda a Segundona. Dono de quatro passagens pelo Duque de Caxias, o camisa 1 não deu chances ao seu suplente, emplacando quarta melhor defesa da competição.

Situação do goleiro:
Jaime: sem clube


Sampaio Corrêa: 18 gols sofridos
- No Galinho da Serra, George foi titular absoluto durante toda a competição, dando chances ao reserva Guilherme apenas em partidas nas quais o técnico Luciano Quadros utilizou uma equipe mista. Um dos grandes nomes da equipe e da Série B1.

Situação dos goleiros:
George: retornou à Cabofriense
Guilherme: retornou ao Boavista

image

America: 20 gols sofridos
- Outro exemplo de poucas oportunidades ao goleiro reserva, Rafael foi soberano na titularidade americana. O arqueiro só deu espaço para Filipe no jogo do acesso, contra o Sampaio, por lesão e com o resultado já garantido. 

Situação dos goleiros:
Rafael: retornou ao Boavista
Filipe: renovou contrato com o America


São Gonçalo: 22 gols sofridos
- Luís Guilherme foi o dono da posição no São Gonçalo. Sem dar chances ao suplente Diego, o camisa 1 tinha como meta atuar em todas as partidas da temporada e assim fez. 

Situação do goleiro: 
Luís Guilherme: sem clube

image

Americano, Tigres e Serrano: 23 gols sofridos cada
- Com 23 gols sofridos, o vice-campeão, um time no meio da tabela e outro que lutou contra o rebaixamento até a última rodada. No Glorioso, Luis Henrique foi o dono da camisa 1, dando chances a Patrick apenas em jogos de time misto. Já a Fera da Baixada teve apenas Léo Flores, que conviveu com altos e baixos na B1, mas não perdeu o posto de titular e líder da equipe durante toda a competição. De Petrópolis, a maior curiosidade: brigando contra o rebaixamento durante grande parte da competição, o Serrano não sofreu tantos gols e por isso figura como a décima defesa menos vazada. Neguete atuou com mais frequência como titular, em 14 partidas. Gustavo defendeu a meta do Leão da Serra em cinco oportunidades.

Situação dos goleiros:
Luis Henrique: renovou contrato com o Americano
Patrick: permanece no Americano
Léo Flores: sem clube
Gustavo: sem clube
Neguete: sem clube

Tags: Série B1

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por