Em 10/02/2019 às 09 h23

CEO do Fla tenta esclarecer questões e tira relação do incêndio com multas

Reinaldo Belotti faz pronunciamento de 16 minutos, mas sem perguntas da imprensa


Autor: Redação FutRio / Foto: Reprodução (G1)

O CEO do Flamengo, Reinaldo Belotti, falou na tarde deste sábado (9) sobre a tragédia que vitimou dez jogadores da base do clube. Em um pronunciamento de 16 minutos, que não foi aberto à perguntas da imprensa, o dirigente tentou esclarecer dúvidas e tirou a relação do incêndio no alojamento com as multas recebidas pelo clube vindas do Prefeitura do Rio de Janeiro, além de defender as instalações onde os meninos estavam abrigados. Segundo ele, a tragédia se deve pelos picos de energia, consequentes das fortes chuvas no estado.

- Estamos falando de alojamentos modulares implantados em 2011. O CT começou assim. Por essa alojamentos passaram vários times, vários jogadores como Ronaldinho e Vagner Love. Foi utilizado pela seleção olímpica do Brasil. Não é um "puxadinho". É um alojamento - afirmou, ainda explicando os documentos existentes para a liberação do CT.

- Sobre multas, licenças, alvarás... isso não tem nada a ver com o acidente. Temos providências a tomar para o CT ser legalizado. Estamos trabalhando para isso Precisávamos de nove certificados. Já temos oito. Estamos trabalhando com os bombeiros - disse o profissional.

VEJA MAIS:
> Fla cede imagens das arcadas dentárias ao IML para facilitar identificação
FERJ confirma novas datas e Flu tem jogos alterados na "Sula" e na Taça Rio
Landim em pronunciamento: "Maior tragédia do clube nos 123 anos"
FERJ adia todas as partidas do final de semana no futebol do Rio de Janeiro

A Prefeitura do Rio de Janeiro, também neste sábado (9), divulgou que o o Flamengo deve 21 das 31 multas aplicadas por estar funcionando sem os alvarás necessários. na Nota divulgada existe um pedido de alvará de funcionamento datado em setembro de 2017, mas não concedido justamente pela falta de aprovação do Corpo de Bombeiros. Os valores das multas estão em sigilo e não foram divulgados.

- Sentimos muito o que aconteceu. O que aconteceu? Eles chegaram na segunda no alojamento. Preventivamente fizemos a manutenção no ar-condicionado, e isso está registrado. Houve quase um furacão no Rio. A região foi atingida. Aconteceram vários picos de energia. A perícia disse a alguns funcionários que o problema começou no ar-condicionado. Tinham passado por manutenção, estavam em ordem. A suposição é de que os picos de energia tenham influenciado no funcionamento e ocasionado o incêndio - disse, completando.

Confira outros pontos abordados por Reinaldo Belotti, CEO do Flamengo, no pronunciamento feito por ele no último sábado (9), na tentativa de esclarecer as questões relacionadas à tragédia com dez vítimas fatais, no incêndio que acontece no CT Ningo do Urubu.

AUXÍLIO NO RECONHCIMENTO DOS CORPOS
- Identificamos cinco corpos e vamos providenciar os traslados. Além disso, há os três atletas hospitalizados. Também trouxemos os familiares. Estamos acompanhando e dando tudo o necessário. O que está mais grave, está o tempo inteiro com médico nosso.

ACOMPANHAMENTO PSICOLÓGICO COM SOBREVIVENTES
- Os atletas que estavam lá e não tiveram ferimento, nós mandamos para suas casas. Mas também colocamos um representante do clube com cada atleta. Isso tudo registrado. Mantemos diariamente contato com eles, via psicólogos. Ideia é que não sofram consequências.

ORGANIZAÇÃO DOS ALOJAMENTOS
- Esse módulo era conhecido por todos. Não era um puxadinho que a gente escondia. Era confortável e adequado. Tínhamos orgulho. O atleta até 14 anos é proibido, não tínhamos ninguém. De 14 a 17 nós tínhamos lá. A partir de 18, o Flamengo não acha melhor misturar. A partir de 18 o clube melhora o salário para que ele possa ir morar em outro local e até levar a família.

Tags: Flamengo;

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por