Em 18/02/2019 às 12 h24

Nova Iguaçu sabe sofrer com um a menos e encaminha permanência

Equipe se entrega em campo, vence America e está a um passo de seguir na elite


Autor: Léo Pinheiro / Foto: Bernardo Gleizer (NIFC)

O Nova Iguaçu venceu a segunda seguida no Grupo X do Campeonato Carioca e está a um passo da permanência na elite do futebol do Rio de Janeiro. O time soube sofrer contra o America, superou a expulsão de Wallace, ainda no primeiro tempo e bateu o adversário, por 1 a 0, na base da raça. A festa foi grande entre os jogadores no final do jogo, ainda no gramado do Estádio de Moça Bonita, palco do confronto deste domingo (17).

A equipe, curiosamente, conquistou o gol solitário do confronto, quando já tinha um homem a menos. Wallace tomou dois amarelos, o segundo aos 39 da etapa inicial. Dez minutos depois o time marcou de pênalti com Paulo Henrique e suportou, por todo o segundo tempo, a pressão do America no campo ofensivo. O volante Julinho, que terminou o primeiro tempo na lateral e depois voltou ao meio na etapa complementar, confirmou que "saber sofrer" foi a expressão da vitória iguaçuana.

- É, com certeza. A gente sabia que seria um jogo difícil, ainda mais jogando fora de casa. Mas a garra, a gente nunca poderia deixar de ter. A gente vem treinando bastante isso e, graças a Deus, a gente pode executar da melhor maneira possível e agradeço a Deus, porque se não fosse ele nada disso tinha acontecido - disse, ainda projetando uma vitória do Macaé para acabar com qualquer dúvida sobre queda no clube.

- Então, tem que ver como fica o jogo desta segunda-feira (18). Mas, possivelmente sim (o time está livre do rebaixamento). O grupo todo está de parabéns pela entrega.

image

Defesa suporta pressão adversária e conta com a sorte

A defesa do Nova Iguaçu conseguiu segurar a pressão do time adversário. Quando a dupla Murilo Henrique e Raphael Neuhaus não conseguia segurar o ataque, Jefferson parava o adversário. O goleiro foi o grande destaque do confronto. Além da atuação segura dos três, o time contou com a ajudinha da trave, que salvou a equipe em um chute de Anderson Kunzel.

As furadas do ataque americano deram um tom a mais de dramaticidade ao confronto, já na reta final da partida na Zona Oeste do Rio de Janeiro. O zagueiro Murilo Henrique acha que com essa atuação a defesa iguaçuana provou a sua qualidade.

- A gente desde o primeiro tempo com um jogador a menos. Sabíamos que essa vitória praticamente salvava a gente. Agora é esperar o jogo dessa segunda-feira (18). Pudemos provar que na Seletiva e nesse Grupo X, que falhamos algumas vezes, mas provamos que trabalhamos com humildade na defesa e passamos já dois jogos sem tomar gols. Graças a Deus pudemos, praticamente, eliminar as chances de rebaixamento.

Agora o time pode fazer apenas um amistoso contra o Macaé, na rodada final do Grupo X, no sábado, dia 23 de fevereiro, às 16h30. Para isso, basta o mesmo Macaé vencer o Goytacaz nesta segunda-feira (18), no Aryzão. Ambos os duelos terão cobertura em tempo real do Placar FutRio.

Tags: Nova Iguaçu; Julinho; Murilo Henrique

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por