Em 27/03/2019 às 13 h50

TJD abre inquérito, investiga acusações de Abreu e convoca árbitros a falarem

Oito árbitros são convocados após acusações de manipulação de resultados


Autor: Redação FutRio / Foto: Vitor Costa (FutRio)

O Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ) abriu um inquérito para investigar as acusações feitas pelo presidente do Americano, Carlos Abreu, de uma soposta manipulação de resultados, que prejudicava o seu time em partidas do Campeonato Carioca. A apuração já começa no dia 1º de abril e convocando os árbitros citados por ele, alguns nominalmente, na sua entrevista à Rádio Difusora, no último dia 18 de março. A lista conta com oito juízes, entre eles Luís Antônio Silva Santos, o Índio, (foto) e Lenílton Rodrigues Gomes Júnior.

image

Segundo o primeiro documento do TJD-RJ, no dia 25 de março, o Auditor Processante do caso será o Dr. Jonei Garcia Alvim. Conforme apontado pelo artigo 82 do CBJD, o Código Brasileiro de Justiça Desportiva, ele terá um prazo de 15 dias para a conclusão, sendo que o período pode ser ampliado por mais 15 dias.

O sexteto do jogo entre Americano e Boavista, realizado no último dia 17 de março, vencido pelo time de Bacaxá por 1 a 0, está convocado para falar. São eles Rafael Martins de Sá, juiz principal; os assistentes Daniel do Espírito Santo Parro e Diego Luiz Couto Barcelos; Wendel de Paiva Gouveia, o quarto árbitro do confronto; e os adicionais Daniel Wilson Barbosa de Castro e Gabriel Rodrigues Seraine.

Fora eles, os árbitros Luiz Antonio Silva Santos e Lenilton Rodrigues Gomes Junior, estes dois citados nominalmente por Carlos Abreu, são os que lideram a lista no documento registrado e datado em 26 de março pelo TJD-RJ.

Carlos Abreu levantou uma suspeita de manipulação de resultados no Carioca, prejudicando o Americano e favorecendo o Madureira, que, segundo ele, era "imexível" e que "não poderia cair". Entre as diversas declarações fortes, estava a que "o futebol do Rio de Janeiro não era pra gente séria".

VEJA MAIS:

O estopim foi justamente esse jogo contra o Boavista que os seis árbitros convocados pelo STJD participaram. Carlos Abreu alega que que ouviu da arbitragem que "não teria jeito", o Americano não poderia ganhar. Além de apontar uma suposta farsa na comunicação dos comandantes do confronto, já que, de acordo com a afirmação dele, o equipamento estaria desligado.

Confira os documentos do TJD-RJ de abertura de inquérito e de convocação dos oito árbitros que receberam acusações do presidente do Americano, Carlos Abreu..

image



image



image

Tags: TJD; Carlos Abreu;

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por