Em 04/04/2019 às 23h29

Sob vaias, Botafogo fica no empate com o Juventude (RS) pela Copa do Brasil

Partida ficou marcada por dupla expulsão e gol incrivelmente perdido por Kieza


Autor: Redação FutRio / Foto: Vitor Silva (BFR)

O Botafogo recebeu o Juventude (RS) na noite desta quinta-feira (4), no Estádio Nilton Santos, pelo jogo de ida da terceira dase da Copa do Brasil. As equipes empataram em 1 a 1. Paulo Sérgio anotou o gol da equipe gaúcha, que saiu na frente do marcador, e Erik, de pênalti, buscou o empate para o Glorioso.

Como foi eliminado do Campeonato Carioca, o Botafogo terá uma semana cheia de treinamentos visando o próximo duelo com o Juventude. A partida de volta acontece no dia 11 de abril, no Estádio Alfredo Jaconi, às 19h15. O Placar FutRio acompanha em tempo real.

Botafogo tem maior posse de bola, mas quem sai na frente é o Juventude (RS)

A partida começou com chances para ambos os lados. Aos cinco minutos, o Juventude chegou através de cobrança de falta, que Genílson, com muito oportunismo, apareceu na segunda trave para tocar para o gol, mas Gatito realizou a defesa. Controlando a posse de bola, o Botafogo tentou responder. Aos 12, Marcinho arriscou uma bomba pelo lado direito e obrigou Marcelo Carné a fazer uma boa defesa. Mas não demorou muito para a equipe gaúcha aparecer no ataque novamente e, desta vez, com efetividade. Após escanteio e sobra de bola, Paulo Sérgio apareceu na área para tocar a bola para o fundo das redes.

Com o placar desfavorável e o início da pressão da torcida alvinegra, o Botafogo construia jogadas, mas parava em Carné. Aos 28, Marcinho cruzou para João Paulo, que finalizou de primeira, mas o arqueiro alviverde estava inspirado e defendeu de forma primorosa no canto. Aos 35 minutos, o clima esquentou. Após confusão no meio do gramado, o árbitro expulsou João Paulo, pelo lado do Botafogo, e Paulo Sério, do Juventude.

Ainda com uma posse de bola maior e trocando passes ao redor da área adversária, o Glorioso obteve mais uma chance no fim do primeiro tempo. Depois de um rápido bate-rebate próximo à marca do pênalti, Gabriel apareceu como elemento surpresa e finalizou na segunda trave, mas Marcelo Carné defendeu.

Glorioso reage, pressiona, mas para em Marcelo Carné

No início da etapa complementar, o Botafogo deu continuídade a pressão já desenvolvida no primeiro tempo. Aos três minutos, Erik escapou em velocidade pela esquerda e foi derrubado por Carné na grande área. Com o pênalti assinalado pela arbitragem, o atacante partiu para a cobrança, deslocou o goleiro adversário e empatou a partida.

A partir disso, as equipes só voltaram a aparecer no ataque na segunda parte da etapa final. Aos 22 minutos, Rodrigo Pimpão recebeu pelo meio, carregou a bola, arriscou da entrada da área e, novamente, Marcelo Carné apareceu para defender. O Juventude respondeu aos 26, com Genílson. O zagueiro cobrou falta frontal de forma potente e a bola passou perto do travessão da meta alvinegra. Buscando a virada sob qualquer custo, o Glorioso começou obter chances preciosas. Aos 34, Jonathan cruzou para Diego Souza, que tocou de cabeça, mas Carné voou no cantinho para espalmar.

Kieza vira "vilão" e perde oportunidades incríveis

Na parte final do jogo, Kieza acabou virando o principal personagem da partida, mas não pelo lado positivo e que salvaria o Botafogo de um resultado desfavorável dentro de casa. Aos 36 minutos, após sobra de bola na grande área, o atacante tentou chutar para o gol com o goleiro Carné já batido, mas Eltinho apareceu para afastar a bola.

Já aos 43 minutos, aconteceu a maior chance de gol do Botafogo na partida, após o pênalti de Erik: Luiz Fernando fez ótima jogada individual pela direita e tocou para Kieza, livre de marcação próximo à pequena área, com Marcelo Carné totalmente batido e longe da meta, mas o atacante alvinegro conseguiu errar o alvo e chutou para fora, levando os torcedores presentes no estádio à loucura e concretizando o empate.

A partida
Botafogo 1x1 Juventude (RS) - Copa do Brasil, terceira fase, jogo de ida - 04/04/2019 às 21h30

Estádio Nilton Santos (Rio de Janeiro - RJ)
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza
Assistentes: Alex Ang Ribeiro e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa

Botafogo: Gatito Fernández; Marcinho (Luiz Fernando, 20'/2ºT), Marcelo Benevenuto (Gustavo Bochecha, 36'/2ºT), Gabriel, Jonathan; Alex Santana, João Paulo, Cícero; Rodrigo Pimpão (Kieza, 28'/2ºT), Diego Souza e Erik. Técnico: Zé Ricardo.

Juventude: Marcelo Carné; Vidal, Sidimar, Genílson, Eltinho; Moisés Gaúcho (Bruno Camilo, 43'/2ºT), Rafael Jataí, Lennon (Breno, 21'/2ºT), Denner (Aprile, 31'/2ºT), Dalberto; Paulo Sério. Técnico: Marquinhos Santos.

Cartões amarelos: Marcelo Benevenuto, Gustavo Bochecha e Jonathan (BOT); Marcelo Carné, Moisés Gaúcho e Rafael Jataí (JUV)

Cartões vermelhos: João Paulo, 35'/1ºT (BOT) e Paulo Sério, 35'/1ºT (JUV)

Gols: Paulo Sério, 19'/1ºT (0-1); Erik, 5'/2ºT (1-1)

Tags: Botafogo, Juventude (RS), Copa do Brasil

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por