Em 09/06/2019 às 18h10

Olaria contesta decisões da arbitragem e vê pênalti não marcado

Além de lance, gol do adversário também gera reclamações da equipe da Bariri


Autor: Redação FutRio / Foto: Jhonathan Jeferson (FutRio)

O Olaria empatou com o Audax Rio em 1 a 1, na tarde deste sábado (8), em Moça Bonita. O time saiu de campo valorizando o desempenho apresentado pelas duas equipes, mas o Azulão da Bariri reclamou de algumas decisões do árbitro do jogo Paulo Renato Moreira da Silva Coelho. Na visão da equipe, um pênalti não marcado em Amorim e o gol do adversário, foram lances em que o time acabou sendo prejudicado no confronto.

A jogada mais contestada foi o pênalti não marcado em Amorim. Flavinho fez a jogada pelo lado esquerdo, fez o cruzamento e o jovem atacante do Olaria estava posicionado na pequena área para finalizar. Aconteceu um choque na área, que foi interpretado como lance normal pelo árbitro. Ainda na saída do gramado, o próprio Flavinho comentou o lance e, ainda que de maneira comedida, reclamou da oportunidade que poderia ter dado a vitória ao time.

- Cara, eu, na minha opinião, porque eu estava de frente e cruzei a bola, foi pênalti. E logo em seguida teve uma outra falta no Renatinho e não deram. É difícil falar de arbitragem porque vão ter outros jogos e ele pode apitar de novo. Então é meio complicado - afirmou, ainda completando com outros detalhes e avaliando o jogo.

- Em certos momentos, tinham faltas que eram nossas que ele não dava e do mesmo jeito que a gente chegava nos caras e ele marcava. Então, a nossa equipe está de parabéns pela luta. Sabíamos que íamos enfrentar uma equipe boa, importante é que pontuamos no campeonato e não deixamos eles se distanciarem. É continuar lutando, brigando, para conquistar nossos objetivos - afirmou.

O outro lance contestado foi no gol de Helton, na segunda etapa. A reclamação dos jogadores mais próximos do lance foi de que o jogador do Audax, quando caiu na área, para tocar na bola, na antecipação da marcação que recebia. Na visão dos atletas do Olaria, o jogador usou a mão para tocar para as redes. O técnico da equipe, Israel Ferreira, seguiu o discurso.

- O pessoal reclamou muito do gol deles, falou que foi um gol de mão. Aqui de onde estava não deu para ver. Agora no segundo tempo, quando a gente começou a apertar mais, eu acho que o árbitro tinha que rever a decisão. Ele estava de frente para o lance, nosso jogador entrou de frente para o gol e foi empurrado. Ele tinha que ter marcado o pênalti.

- É claro que o empate é um resultado justo, pelo o que as duas equipes apresentaram. Mas nós poderíamos ter vencido o jogo, se o árbitro tivesse dado uma olhada melhor nesse lance que foi um pênalti muito claro.

Agora o Olaria enfrenta o São Gonçalo, em casa, na Rua Bariri, no sábado, dia 15 de junho, às 15h. O Placar FutRio faz a cobertura em tempo real.

Tags: Olaria; Flavinho; Israel Ferreira;

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por