Em 16/06/2019 às 19 h12

Frizão paga pela afobação no ataque, apesar de pressão feita em derrota

Equipe é superada pelo Bonsucesso e peca na concentração no comando ofensivo


Autor: Redação FutRio / Foto: Raphael Santos (La Marca)

O Friburguense pagou caro pela afobação demostrada pelo ataque na derrota para o Bonsucesso. A equipe produziu ofensivamente, até pressionou o adversário no campo ofensivo na etapa complementar, mas pecou na falta de tranquilidade na hora de finalizar os lances. A situação já aconteceu em outros confrontos da Série B1 do Campeonato Carioca, não à toa, o time tem apenas um gol em quatro jogos.

A equipe foi bem ofensiva, com Dieguinho e Jorge Luiz armando as jogadas. No ataque, velocidade: Dedé, Toshyia e Rodrigo. Em diversos lances, principalmente em contra-ataques, o Tricolor errava no passe final que deixaria alguém em condições de finalizar. No segundo tempo, os arremates até aconteceram, mas não foram precisos. O atacante Dedé reconheceu o problema,

- É para ter um pouco mais de calma. A ansiedade acaba atrapalhando. Estamos meio afobados querendo acertar. A perna no finalzinho do segundo tempo já estava pesada. Aí fica "osso" - disse o jogador, completando a análise do confronto.

- A gente está trabalhando firme durante a semana. Foi um jogo difícil, fora de casa, mas eles conseguiram achar um pênalti. Ficou 1 a 0, mas o jogo ficou parelhado. Lá e cá. Eles ganharam... Vamos treinar mais para poder ganhar - concluiu.

O Friburguense agora pega o Maricá, pela Copa Rio, na quarta-feira, dia 19 de junho, às 15h, no Alzirão. A partida terá cobertura em tempo real do Placar FutRio.

Tags: Friburguense; Dedé;

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por