Em 14/08/2019 às 17h35

De maneira incrível, Portuguesa bate Sampaio nos pênaltis e vai à decisão

Galinho vence no tempo normal; na cal, 9 a 8 para a Zebra


Autor: Gabriel Farias / Foto: Nicolas Fernando (SCFE)

O Sampaio Corrêa venceu a Portuguesa por 2 a 0, nesta quarta-feira (14), mas não conseguiu avançar à decisão da Copa Rio após perder nos pênaltis, por 9 a 8. Com o 2 a 2 no agregado e o triunfo na marca da cal, a Lusa deixou o Estádio Lourival Gomes de Almeida, em Saquarema, com a vaga na final em mãos. Além disso, o time da Ilha do Governador assegura uma vaga em competição nacional de 2020: Copa do Brasil ou Brasileiro da Série D. Situação que será definida após a finalíssima.

Na sequência da temporada, o Sampaio Corrêa volta a campo no sábado (17), às 15h, visitando o Tigres, pela Série B1. Já a Portuguesa inicia a disputa do título na próxima quarta-feira (21), contra o Bonsucesso. A ordem dos mandos de campo será sorteada nesta quinta-feira (15), pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ).

Tensão marca o duelo desde os minutos iniciais

Desde os primeiros minutos o que se viu foi um duelo quente dentro e fora de campo, tenso em cada dividida e na luta por cada espaço do gramado. O Sampaio Corrêa, no prejuízo após perder por 2 a 0 na ida, foi ao ataque sem cerimônias e assustou primeiro. Luã Lúcio foi acionado na esquerda, trouxe por dentro e finalizou tirando tinta da trave defendida por Jefferson.

A Lusa buscava os contragolpes. E teve uma chance de ouro em disparada de Matheus Pimenta, pela direita. Ele serviu André Silva, que jogou por cima da meta, estando frente a frente com George. A reposta do Sampaio veio em chance igualmente cristalina desperdiçada por Sorriso, quase na pequena área, em chute alto demais. O mesmo Sorriso ainda carimbou a trave em cobrança de falta antes do intervalo.

Gol põe fogo até último minuto da semifinal

A segunda etapa começou com imposição mais nítida do Sampaio Corrêa. Aos 15 minutos, veio uma substituição decisiva. Marcudinho entrou na vaga de Neto. Na primeira investida, ele avançou pela esquerda e serviu Kaká Mendes, que chegou cruzando de primeira. Alexandro testou firme e fez 1 a 0. Nova chance foi criada com Kaká Mendes, que finalizou rasteiro, com perigo.

Cada vez mais acuada, a Portuguesa passou a buscar lançamentos que explorassem a velocidade de jogadores como Matheus Pimenta e Pablo. E cada um deles jogou fora uma chance clara de empatar. Pablo teve a mais cristalina. Livre, cara a cara com George, jogou para fora em chute torto. Na sequência, quase a punição. Em arrancada pela direita e cruzamento na pequena área, Marcudinho testou para fora, levando a torcida da casa ao desespero.

O panorama seguiu aberto até a reta final, no tradicional "lá e cá". Muniz falhou em bom momento pela Lusa, finalizando dentro da área e mandando por cima da meta. O Sampaio, por sua vez, perdeu fôlego nos momentos derradeiros do confronto. Sem conseguir fazer uma blitz, ficou refém de cruzamentos e jogadas isoladas, principalmente com Kaká Mendes.

Na base do abafa e da garra, veio o segundo gol quando a partida já parecia definida. A bola cruzada ficou viva na área, o goleiro Jefferson caiu pedindo falta e Talis, livre, ficou com a meta aberta para testar, fazer 2 a 0 e levar a definição da vaga na finalíssima para os pênaltis. Antes do apito final, André Silva, da Lusa, ainda foi expulso.

Dez cobranças para cada lado: drama até o fim

Na disputa por pênaltis, foi preciso coração forte. As duas equipes acertaram as oito primeiras cobranças, num empate incrível. O Sampaio perdeu com Wendson a nona batida, com Jefferson defendendo, mas Diego Guerra também fez o mesmo do outro lado, jogando para fora.

Na décima sequência, goleiro contra goleiro. George bateu e Jefferson pegou. Jefferson bateu em seguida e balançou as redes: 9 a 8 e Portuguesa na finalíssima da Copa Rio. Festa insulana em plena Região dos Lagos.

A partida 
Sampaio Corrêa 2x0 Portuguesa (nos pênaltis: 8x9) - Copa Rio, semifinal, jogo de volta - 14/08/2019 às 15h

Estádio Lourival Gomes de Almeida (Saquarema - RJ)
Árbitro: Carlos Eduardo Nunes Braga
Assistentes: Carlos Henrique Alves de Lima Filho e Thiago Rosa de Oliveira Esposito

Sampaio Corrêa: George; Léo Fernandes, Roberto Junior, Talis e Neto (Marcudinho, 15'/2°T); Maicon Douglas, Kaká Mendes e Marquinho (Zambi, 33:/2°T); Sorriso (Wendson, 43'/2°T), Luã Lúcio e Alexandro. Técnico: Wendell Castro.

Portuguesa: Jefferson; Pedro, Andrezinho, Diego Guerra e Diego Maia; Henrique, Muniz e Pablo (Vagner, 38'/2°T, depois Fabinho, 50'/2°T); Romarinho, Matheus Pimenta (Rhaine, 38'/2°T) e André Silva. Técnico: Rogério Corrêa.

Gols: Alexandro, 15'/2°T (1-0); Talis, 47'/2°T (2-0).

Cartões amarelos: Maicon Douglas (SCO); Romarinho, Muniz, Diego Guerra, Andrezinho e Jefferson (POR).

Cartão vermelho: André Silva, 50'/2°T (POR).

Tags: Portuguesa, Sampaio Corrêa

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por