Em 13/10/2019 às 14h21

America é sonolento, acorda tarde e perde outro título para o Friburguense

Time sofre gol no começo, corre atrás e não tem força para buscar igualdade na final


Autor: Léo Pinheiro / Foto: Igor Cruz

O America subiu novamente para a elite do futebol do Rio de Janeiro, mas dessa vez não com o caneco da Série B1 do Campeonato Carioca. O time perdeu para o Friburguense por 2 a 1, na tarde deste sábado (12), em Moça Bonita. A equipe começou devagar, a exemplo do que já tinha rolado no confronto entre os clubes na decisão do segundo turno, sofreu o gol no começo e teve que correr atrás do placar, não conseguindo a igualdade na decisão.

image

Este tento que abriu o marcador aconteceu aos 10 minutos do primeiro tempo. Diferente da primeira oportunidade, o Friburguense não cozinhou a partida como na Taça Corcovado. Seguiu com sua proposta de velocidade e contra-ataque. Já o America, sonolento neste início, apresentou dificuldades na hora de criar e seguiu um roteiro padrão: jogadas pelo lado e tentativa de chuveirinho.

De certo, o time perdeu a criatividade de Chayene, substituído ainda no primeiro tempo, dando lugar a William Chrispim, jogador de velocidade, que buscava mais o fundo, o que gerou este cenário. Na reta final, Ney Barreto colocou Daniel, outro centroavante, aumentando e melhorando o cenário para esta proposta.

O outro centroavante, Matheus Babi, comentou sobre a situação. Para o vice artilheiro da Segundona do Campeonato Carioca desse ano, o fato do time ter acordado tarde - já que conseguiu descontar já na casa dos 40 do segundo tempo e com um gol de falta de Pedrinho - foi fatal para a perda do título.

- A gente estava falando ali no vestiário. Tivemos uma falta de atenção. Aconteceu isso. Fomos acordar tarde. Infelizmente futebol é isso: se não tiver isso, já era - disse, também contestando, até de maneira cometida, algumas decisões da arbitragem.

- Cara. Eu vi duas irregularidades ali. Uma o cara colocou a mão na bola, agarrou ela dentro da área. E o juiz não marcou o pênalti. Na outra o zagueiro o puxou Daniel e nada também. Teve outro lance que não lembro. Os erros tem ser corrigidos. A FERJ tem que fazer alguma coisa para consertar esses erros, não podem tem esses erros em uma final - disse.

Na pressão final, o time esteve presente na área, e, em alguns lances, pediu pênalti. Outra jogada reclamada foi ainda no primeiro tempo, quando o goleiro Afonso fez uma defesa, soltou a bola no chão e voltou a pegá-la com as mãos - o que é proibido pela regra, o que geraria um tiro livre próximo à pequena área, em que o árbitro Alex Gomes Stefano visse.

O America começa o planejamento para 2020, já que em dezembro começa a Seletiva do Campeonato Carioca, em outra oportunidade.

Tags: America; Matheus Babi;

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por