Em 08/12/2019 às 19h17

Vasco sai na frente, leva empate no fim e decepciona Maracanã lotado

Cruz-Maltino fica no 1 a 1 com a já rebaixada Chapecoense neste domingo


Autor: Redação FutRio / Foto: Rafael Ribeiro (Vasco)

A festa foi grande, a torcida lotou o Maracanã, mas a alegria não foi completa. Na tarde deste domingo (8), o Vasco teve um amplo domínio contra a rebaixada Chapecoense (SC), teve diversas oportunidades desperdiçadas, mas saiu na frente do marcador, mas levou um gol nos acréscimos e ficou no 1 a 1, e decepcionou seus torcedores na despedida do Campeonato Brasileiro.

Com o empate, o Vasco encerrou o Campeonato Brasileiro com 49 pontos, na 12ª colocação e com uma vaga na Copa Sul-Americana do ano que vem. Agora o Cruz-Maltino entra de férias e só volta a campo no Carioca, que está previsto para começar no dia 18 de janeiro. O adversário de estreia será o Bangu.

Pressão é grande, mas Vasco não faz o gol

Empolgado com um Maracanã lotado, o Vasco quase abriu o marcador com menos de um minuto. Rossi cruzou, Marrony cabeceou, mas mandou por cima da meta. Porém, a Chapecoense conseguiu conter o ímpeto cruz-maltino, que diminuiu a pressão. Aos 27 minutos, Guarín cobrou falta, a bola parou na barreira, mas sobrou para Gustavo Henríquez, que soltou uma bomba e deu trabalho a João Ricardo, que espalmou pela linha de fundo.

Levando vantagem no jogo aéreo, Marrony teve nova grande oportunidade aos 33 minutos, mas cabeceou para fora. Em seguida, Rossi fez grande jogada individual, rolou na medida para Felipe Bastos, que encheu pé, a bola tinha a direção do gol, mas explodiu na defesa da Chapecoense. O Vasco seguiu com o domínio da partida, mas não conseguiu o gol e o primeiro tempo acabou 0 a 0.

Vasco sai na frente, mas leva empate nos acréscimos

Na segunda etapa, o domínio do Vasco continuou. Logo no começo, Felipe Bastos, desviou de cabeça e por muito pouco Ribamar não chegou para desviar para o fundo do gol. Em seguida, o atacante recebeu livre de Raul, e cara a cara com o goleiro, mandou por cima do travessão. Porém, a Chapecoense deu a resposta e Camilo só não abriu o marcador porque parou na trave.

A pressão era gigante e aos 21 minutos, foi a vez de Rossi perder uma grande chance, com gol aberto, o atacante mandou para fora. Mas o gol vascaíno finalmente saiu. Após a bola bater no braço de Maurício Ramos dentro da área, o árbitro verificou o VAR e marcou pênalti para o Vasco. Yago Pikachu cobrou e explodiu o Maracanã.

O Vasco teve a chance de matar o jogo com Rossi, que recebeu de Marcos Júnior, saiu cara a cara com o goleiro, mas João Ricardo fechou o ângulo do atacante e evitou o gol. E o que era festa se transformou em decepção. Nos acréscimos, Dalberto aproveitou cruzamento, ajeitou para o meio da área e Vini Locatelli mandou para o fundo das redes e o jogo acabou 1 a 1.

A partida
Vasco 1x1 Chapecoense (SC) - Campeonato Brasileiro, 38ª rodada – 08/12/2019 às 16h

Estádio do Maracanã (Rio de Janeiro - RJ)
Árbitro: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e Rafael da Silva Alves

Vasco: Fernando Miguel (Sidão, intervalo); Yago Pikachu, Oswaldo Henríquez, Leandro Castan e Henrique; Felipe Bastos (Marcos Júnior, 22'/2ºT), Andrei e Guarín; Rossi, Marrony e Ribamar (Gabriel Pec, 11'/2ºT). Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Chapecoense (SC): João Ricardo; Eduardo, Douglas, Maurício Ramos e Caíque Sá; Márcio Araújo, Tharlis (Vini Locatelli, 26'/2ºT), Elicarlos e Camilo; Roberto e Arthur Gomes (Dalberto, 18'/2ºT). Técnico: Emerson Cris.

Cartões amarelos: Henrique e Yago Pikachu (VAS); Caíque Sá, Elicarlos e Maurício Ramos (CHA)

Gols: Yago Pikachu, 38'/2ºT (1-0); Vini Locatelli, 47'/2ºT (1-1)

Público: 61.021 pagantes (67.395 presentes)
Renda: R$ 2.713.506,00

Tags: Vasco

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por