Em 18/01/2020 às 18h34

Resende e Boavista fazem jogo corrido, mas não saem do zero no Trabalhador

Equipes criaram poucas oportunidades ao longo dos 90 minutos da partida


Autor: Redação FutRio / Foto: Divulgação Resende

As redes não balançaram na tarde deste sábado (18) no Estádio do Trabalhador. Mesmo em um jogo muito corrido, com as duas equipes buscando o ataque, Resende e Boavista não saíram do 0 a 0. No primeiro tempo, o Gigante do Vale teve mais posse de bola, mas quem chegou com mais perigo foi o Verdão de Saquarema. Já na etapa final, a partida foi mais equilibrada, mas o Alvinegro do Vale foi quem foi mais perigoso.

Na próxima rodada, o Resende atua novamente no Estádio do Trabalhador, às 16h de quinta-feira (23), contra o Bangu. Já o Boavista, será novamente o visitante, mas de maneira inusitada. O jogo na quarta contra o Macaé será na sua casa, no Elcyr Resende de Mendonça, pois como o Moacyrzão está interditado, o Alvianil Praiano vai mandar seus jogos em Bacaxá.

Primeiro tempo com poucas chances de gols e muita marcação

A partida começou com o Resende tendo mais o domínio da posse de bola, mas foi o Boavista que chegou primeiro com perigo, com Jean cruzando e Tartá cabeceando para fora. Apesar de seguir tendo mais domínio territorial e rondar mais a área adversária, o Gigante do Vale não assustava a meta de Kléver, mas o Verdão de Saquarema também não assustava.

Aos 40 minutos, Tartá invadiu a área, tirou de Ranule, mas antes de a bola entrar, Rezende salvou em cima da linha. Apesar das chances criadas pelo Boavista, o Resende seguiu dominando a posse de bola nos minutos finais, mas as duas equipes não deram tanto trabalho para os goleiros e o primeiro tempo acabou 0 a 0.   

Segundo tempo corrido, mas sem gols 

Como na primeira etapa, quem assustou primeiro no segundo tempo foi o Boavista, com Wellington Silva, que chutou da entrada da área, mas a bola passou rente ao travessão e foi para fora. Mas o Resende deu a resposta logo em seguida. Eduardo Grasson cruzou, Alef Manga subiu mais alto que a defesa e cabeceou, mas a bola foi para fora, mas assustou Kléver.

Geovani entrou no jogo após a parada técnica e no seu primeiro lance, chutou forte da entrada da área e assustou Kléver, mas o arremate foi para fora. Já nos acréscimos, Murilo Henrique cobrou falta com perigo, mas a bola passou por cima da meta, foi para fora e o jogo acabou 0 a 0.

A partida
Resende 0x0 Boavista - Campeonato Carioca, 1ª da Taça Guanabara - 18/01/2019 às 16h30

Estádio do Trabalhador (Resende-RJ)
Árbitro: Paulo Renato Moreira da Silva Coelho
Assistentes: Rafael Sepeda de Souza e Rafael Gomes Rosa

Resende: Ranule; Eduardo Grasson, Rhayne, Murilo Henrique e Roger Bastos (Kevyn, 15'/2ºT); Rezende, Vitinho e Dieguinho; Wescley (Geovani, 17'/2ºT), Caio Cézar (Zizu, 27'/2ºT) e Alef Manga. Técnico: Edson Souza.

Boavista: Kléver; Wellington Silva, Douglas Pedroso, Elivelton e Jean; Fernando Bob, Erick Flores e Michel (Guilherme Costa, 33'/2ºT); Jefferson Renan, Tartá e Mosquito (Caio Dantas, 13'/1ºT). Técnico: Paulo Bonamigo.

Cartão amarelo: Tartá (BOA)

Tags: Resende, Boavista

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por