Em jogo tenso, Boavista e Bangu empatam no Luso Brasileiro

Bangu e Boavista ficam no empate (foto: Vinicius Melandre)

Bangu e Boavista ficam no empate (foto: Vinicius Melandre)

Depois de primeira etapa morna, partida tem final confuso e acaba mesmo 1 a 1

Vinicius Melandre
Postado às 20:23 de 22/09/2012
Copa Rio

Boavista e Bangu empataram por 1 a 1 na tarde deste sábado (22), em jogo válido pela sétima rodada da Copa Rio. A partida ocorreu no Estádio Luso Brasileiro, casa do Boavista na competição. Com o empate, o time de Bacaxá se encontra praticamente eliminado da competição e Alvirubro da Zona Oeste chegou a dez pontos e torcer para um empate entre Friburguense e Nova Iguaçu, que entram em campo no próximo domingo (23), para se manter na liderança do Grupo D.

A primeira etapa começou bastante morna, as chances eram escassas para ambos os lados. O primeiro lance de perigo foi acontecer apenas aos 15 minutos, quando Guilherme levou a bola ao fundo, cortou pra perna direita e cruzou, a bola foi na direção do gol e Luis Guilherme se esticou pra fazer a defesa. O Bangu estava melhor, mas não era efetivo, e parece que pecou por isso. Na primeira vez que o Boavista chegou perigosamente ao ataque, aos 24 minutos, Léo Faria arrancou, passou pelo zagueiro e bateu de fora da área, a bola entrou no ângulo direito do goleiro Fernando Cunha, 1 a 0 Boavista.

Parece que o gol animou as equipes, aos 33, após escanteio batido por Léo Faria, Gilcimar subiu pra cabecear sozinho, a bola passou raspando o travessão. Aos 43, o Bangu respondeu com um chute forte de André Barreto, a bola desviou na zaga e Luis Guilherme fez um bela defesa, jogando pra escanteio. Eudes cobrou o corner e Carlos Renan cabeceou pra defesa do goleiro do Boavista, e foi o último lance da primeira etapa.

As equipes voltaram pra segunda etapa com ânimo renovado, logo aos 2 minutos, o lateral Celsinho arriscou um chute forte de fora da área e Luis Guilherme fez a defesa sem dar rebote. Aos 11, Juninho driblou três marcadores banguenses e inverteu a bola pra chegada de Romarinho, que limpou pra direita e chutou forte pra defesa de Fernando Cunha. Mas não demorou muito e o jogo esfriou, o Bangu só foi chegar denovo aos 35, quando Eudes limpou o marcador e chutou, Luis Guilherme espalmou pra frente da área, mas Sérgio Junior dividiu com o zagueiro e fez a falta. Aos 36, Celsinho arriscou novamente de fora da área, a bola quicou em um morrinho e quase atrapalhou a defesa do goleiro da equipe de Saquarema.

Aos 40 minutos, Guilerme cruzou e o goleiro do Boavista saiu, socou a bola e trombou com o jogador do Bangu, o arbitro deixou o lance seguir e a bola sobrou nos pés de André Barreto na diagonal da área, o meia chutou cruzado e a bola ficou em um enorme bate e rebate dentro da área, até que Luis Otávio marcar o gol de empate. Após o gol, os jogadores do Boavista partiram pra cima do árbitro e armaram uma grande confusão, forçando o policiamento entrar em campo pra acalmar os ânimos. Quando a poeira abaixou, o árbitro expulsou Bruno Moreno e o jogo foi reiniciado, mas já não dava tempo pra muita coisa e a partida foi encerrada.

Na próxima rodada o Boavista enfrenta o Nova Iguaçu, na próxima quarta-feira (26), 15h, no Laranjão. O Bangu faz o clássico contra o América, também na quarta (26), às 15h, em Moça Bonita.

A partida
Boavista 1 X 1 Bangu – Copa Rio, 7ª Rodada do Grupo D – 22/09/2012

Estádio Luso Brasileiro (Rio de Janeiro-RJ)
Árbitro: Marcio de Almeida Rocha
Assistentes: Renato da Silva e Daniel da Silva Alexandre

Bangu: Fernando Cunha; Celsinho (Luiz Otávio), Raphael, Carlos Renan e Guilherme; Oliveira (Bruno Santos), Cassiano (Fábio Saci), André Barreto e Eudes; Sérgio Júnior e Filipe Peixinho. Técnico: Cleimar Rocha.

Boavista: Luiz Guilherme; Pessanha, Arthur (Túlio), Jorge Fellipe e Romarinho; Pedroso, Júlio César, Bruno Moreno e Léo Faria (Silveira); Gilcimar e Juninho (André Paulista). Técnico: Júlio Marinho.

Cartóes amarelos: Gilcimar (Boavista); Carlos Renan (Bangu)
Cartões vermelhos: Bruno Moreno (Boavista)

Gols: Léo Faria 24′/1°T (1-0); Luiz Otávio 40′/2°T (1-1)